Leilão de frequências móveis de quarta geração rendeu 4,4 bilhões de euros | Notícias e análises sobre a economia brasileira e mundial | DW | 21.05.2010
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Leilão de frequências móveis de quarta geração rendeu 4,4 bilhões de euros

Leilão é o primeiro da Europa e rende 4,4 bilhões de euros ao governo alemão. Operadoras disputaram frequências que garantem acesso mais rápido à internet.

default

Quatro operadoras participaram do leilão

O leilão de novas frequências de telefonia móvel, concluído pelo governo alemão nesta quinta-feira (20/05) na cidade de Mainz, rendeu 4,4 bilhões de euros. O valor está dentro das expectativas dos analistas, mas bem abaixo dos mais de 50 bilhões de euros do leilão das licenças de UMTS, a chamada terceira geração, realizado em 2000.

Em oferta estavam frequências de quarta geração (LTE), que permitem acesso muito mais rápido à internet do que as atuais. Com a nova tecnologia, usuários poderão, por exemplo, assistir a vídeos de alta definição pelo celular, por meio de uma conexão com a internet.

Durante seis semanas, as quatro operadoras alemãs disputaram um pacote de frequências de 360 megahertz, o que é superior ao que está atualmente disponível na Alemanha.

Especialmente cobiçado foi o chamado dividendo digital, nome dado ao espectro de frequências na faixa dos 800 megahertz, liberadas com a mudança da televisão analógica para a digital. Essa faixa foi muito disputada por permitir acesso rápido à internet a custos baixos.

Os seis blocos dessa faixa foram divididos entre a Telekom, a Vodafone e a Telefónica O2, ao custo total de 3,6 bilhões de euros. A E-Plus não fez nenhuma aquisição nessa faixa.

Esse foi o primeiro leilão de frequências de quarta geração realizado na Europa.

AS/rtr/dpa/afp

Revisão: Roselaine Wandscheer

Leia mais