1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Brasil

Legendários do Brasil: dos campos de futebol aos palcos

Eles fizeram história nos campos de futebol e agora querem lugar no palco: seis lendas do futebol brasileiro, campeões do mundo em 70, formaram um grupo musical e prometem balançar os estádios com suas canções.

default

Os seis 'bons de bola' dão show agora ao microfone

O sexteto Legendários do Brasil é formado pelas ex-estrelas do futebol Altair, Marco Antônio, Brito, Jair Marinho, Jairzinho e Roberto Miranda e vem se apresentando em festas da torcida brasileira na Alemanha. O grupo lançou seu álbum no início do mês, em Berlim, apresentando um tipo de música que mistura samba e bossa-nova.

"Eu nunca vou deixar de jogar futebol, mas é muito bom saber que eu também tenho talento musical", disse Jairzinho. O ex-jogador, hoje com 61 anos, vestiu cem vezes a camisa da seleção em sua carreira e levou o time brasileiro ao título em 1970 com a impressionante estatística de ao menos um gol por jogo.

Pelé jogava no mesmo time, agora é concorrência

BdT Pele in Berlin

Pelé: de colega de equipe a concorrente de mercado

O Pelé, "o rei do futebol", também embarcou na onda musical e lançou um CD com 12 músicas próprias. "Nós jogávamos com o Pelé, mas hoje ele é nosso concorrente", afirmou Brito, que jogou em mais de dez times de futebol diferentes no Brasil e hoje tem 66 anos.

Todos os integrantes do sexteto moram no Rio de Janeiro e se prepararam para a carreira musical nos pavilhões das escolas de samba cariocas.

Música antes do futebol

As canções mais conhecidas do álbum são Brasil Tropical e as imortais Bésame Mucho e Pata Pata, que o sexteto apresenta com ritmo brasileiro. A última faixa do CD é Samba do Jairzinho, composta pelo próprio ex-goleador. Um grupo de percussão e cantoras backing-vocal acompanham os Legendários do Brasil em suas apresentações.

"A música é a nossa vida", diz Jairzinho. "As primeiras coisas que uma criança aprende são cantar e dançar, muito antes do futebol", completa. Se no campo eles já foram os melhores do mundo, a expectativa agora é de que eles encabecem uma outra tabela: a das músicas mais tocadas.

Leia mais