Lançada na Alemanha revista de cozinha só para homens | Notícias sobre política, economia e sociedade da Alemanha | DW | 22.10.2009
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Lançada na Alemanha revista de cozinha só para homens

O lema de "Beef!" é: as mulheres cozinham porque precisam; os homens, porque querem. Para o homem que cozinha, não importa nem o saudável nem o rápido, mas o apetite e a paixão pela culinária.

default

Capa de 'Beef!'

Uma notícia no mundo da culinária sacode a imprensa alemã: a emancipação completa se aproxima. Está nas bancas Beef!, ou seja, "bife", a primeira revista de cozinha só para homens. Reclusos em seu universo masculino, milhões de homens ainda não se deram conta de que cozinhar virou hobby para o sexo forte.

Isso é o que crê Jan Spielhagen, editor-chefe da revista. Como público-alvo, Spielhagen escolheu os homens que querem cozinhar, mas não quem cozinha por obrigação. Segundo Spielhagen, as mulheres pertencem ao último grupo.

Tanto faz se os homens fritam, refogam, assam ou cozem em fogo baixo. A testosterona parece sempre estar presente. Ou para ser mais claro, os homens cozinham de forma diferente das mulheres. O editor-chefe de Beef! afirma que "não se trata de rapidez, de ser econômico, de ser saudável ou de agradar às crianças. Trata-se de apetite."

Jan Spielhagen

Spielhagen diz que homens na cozinha irritam mulheres

Cardápios somente para homens

Partindo desse ponto de vista, encontramos na revista o primeiro cardápio de quatro pratos somente para homens. Primeiro prato: terrina de cervo com molho de rosa brava e salada verde. Segundo prato: sopa de lentilhas pretas com lagosta e massa. Terceiro prato: Filé de peixe com laranjas, vodca e alho-poró. Quarto prato: creme bávaro a base de queijo Münster com saladas de uvas brancas e menta. Naturalmente, as mulheres também teriam condições de seguir a preparação de tal cardápio.

Cozinhar também consome tempo. Mas Spielhagen tranquiliza os potenciais leitores, assegurando-lhes que o prazer de cozinhar não requer mais tempo do que o necessário para pegar um avião para ver uma semifinal da Liga dos Campeões.

As mulheres cozinham de forma diferente

O nome Beef! soa bastante internacional. Os responsáveis pela iniciativa poderiam ter escolhido também Legumes ou Verduras, mas isso teria acabado com o apetite do público masculino. "Queríamos ter um apelo fortemente masculino e as verduras se associam mais com o que cozinham as mulheres", afirmou Spielhagen. Segundo ele, os homens querem carne, seja qual for o modo de preparo.

Andreas Theile, que cozinha há vários anos para seus amigos e para sua esposa, afirmou não ter encontrado nada de novo no tocante a masculinidade e cozinha nas 172 páginas da revista. "Existem tantas publicações no mercado que o homem não precisa dessa revista", declarou.

Andreas não acha especialmente importante saber como se assam porquinhos-da-índia no Peru, ou o número de telefone em Pequim onde é servida uma mistura de pênis de cavalo, boi e carneiro com camarões.

Pode-se conquistar uma mulher pelo estômago?

Deutschland Kabinett Ernährung Gemüse

Legumes e verduras são representantes da culinária feminina?

Beef! também lança uma pergunta excitante: pode-se conquistar uma mulher pelo estômago? O editor-chefe da revista constata que "não é bobagem, mas estimula muito as mulheres quando homens se metem em um domínio tradicionalmente feminino como este."

A resposta que a revista dá poderia ser encontrada em qualquer lugar: "em princípio, sim, sempre que funcione a química do amor". Apesar disso, um homem experiente na cozinha como Theile tem suas dúvidas. Sobretudo após uma farta ceia após a qual praticamente não se consegue mais andar.

A pesada tarefa da limpeza

É inútil buscar em uma revista truques de como deixar a cozinha brilhando depois de cozinhar. Spielhagen espera que todos os leitores disponham de um espírito suficientemente trabalhador que os façam executar tal tarefa.

Só a resta a pergunta sobre quem realmente necessita uma revista desse tipo e que custa 9,80 euros. No dia-a-dia, as mulheres que cozinham não precisam ter ao seu lado um chef de várias estrelas. Basta que seu parceiro as ajude a descascar batatas ou na arrumação da cozinha.

Mas como em tempos de crise a editora Gruner + Jahr necessita urgentemente de novos leitores, ela aposta no público masculino. Existem pelo menos alguns milhões de leitores em potencial. E, certamente, cozinhar agrada a muitos deles.

Autor: Klaus Deuse (ca)

Revisão: Roselaine Wandscheer

Leia mais