1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Lançada iniciativa teuto-brasileira de infra-estrutura

Importantes organizações de ambos os países querem incentivar a participação da indústria alemã em projetos de infra-estrutura no Brasil. O valor dos investimentos necessários excede US$ 100 bilhões.

default

Michael Rogowski, presidente do BDI, encabeçou o Encontro Teuto-Brasileiro de Economia

Nesta terça-feira (25), representantes da economia e política fundaram uma Iniciativa Teuto-Brasileira para Infra-Estrutura. Já durante sua visita ao Brasil, em meados de fevereiro, o premiê alemão, Gerhard Schröder, e o ministro da Economia, Werner Müller, haviam dado partida a esta idéia, em conjunto com o presidente brasileiro, Fernando Henrique Cardoso. Seu lançamento agora fez parte do Encontro Teuto-Brasileiro de Economia, realizado de 23 a 25 de junho em Hamburgo.

O presidente da seção alemã da iniciativa é Bengt Pihl, que dirige a ABB Deutschland e a Comissão do Empresariado Alemão para Investimentos e Privatizações da Iniciativa para a América Latina. O apoio político parte do Ministério alemão da Economia e Tecnologia. Pelo lado brasileiro, a Iniciativa para Infra-Estrutura está sob o auspício dos ministérios das Relações Exteriores e do Planejamento, assim como do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

A ação servirá para apoiar projetos abrangentes de infra-estrutura, planejados para os próximos anos no Brasil. Eles são urgentemente necessários e consumirão mais de 100 bilhões de dólares. Devido à crise energética no ano passado, o foco dos investimentos será o setor de energia e a diversificação das fontes. Contudo, a intenção é igualmente dirigir a atenção do empresariado para projetos nas áreas de transportes e abastecimento de água, nos quais a indústria alemã tem muito a oferecer. Cerca de 20 empresas já se associaram à iniciativa.

O colóquio de Hamburgo foi presidido em conjunto pelos diretores da Confederação da Indústria Alemã (BDI), Michael Rogowski, e da Confederação Nacional da Indústria brasileira, Osvaldo Moreira Rouat. Presentes estiveram 400 políticos e empresários, entre outros participantes. Entre os oradores constaram o ministro alemão dos Transportes e da Construção Civil, Kurt Bodewig, e o secretário de Estado do Ministério das Relações Exteriores do Brasil, Osmar Chohfi. (av)

Links externos