1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Ciência e Saúde

Lago aparece no meio do deserto e alegra moradores na Tunísia

Cientistas ainda tentam explicar de onde a água vem, e autoridades pedem para a população manter distância do local, que pode estar contaminado.

Há cerca de três semanas um lago surgiu inesperadamente no meio do deserto da Tunísia. Cientistas ainda tentam explicar o fenômeno, enquanto autoridades locais procuram manter a população longe do local até que seja determinado se é seguro nadar nas novas águas.

Segundo a jornalista Naveena Kottoor, há a possibilidade de o local estar contaminado com resíduos de fosfato. Moradores da região, no entanto, estão ignorando os alertas e aproveitando o lago para se refrescar do calor.

DW: O chamado "Lago de Gafsa" apareceu na Tunísia. O que você pode nos dizer sobre isso?

Naveena Kottoor: É no sul da Tunísia, a uns 25 quilômetros de um lugar chamado Gafsa. A região é bem conhecida porque é de onde o fosfato é extraído.

O lago tem cerca de um hectare de largura e pode ter entre 10 e 18 metros de profundidade. Ainda não é totalmente claro como essa água apareceu e como esse lago se formou.

Pastores teriam descoberto a formação no deserto há três semanas. Desde então, fotos apareceram e pessoas estão indo nadar lá, mas é um terreno desértico, então é bastante incomum essa quantidade de água aparecer numa região assim.

Há alguma explicação para o surgimento repentino de um lago numa área tão seca?

Ainda não. Cientistas estão no processo de tentar descobrir como exatamente isso aconteceu.

Há algumas teorias de que houve um terremoto bem pequeno que causou a ruptura de rochas. Assim, a água teria subido até a superfície e preenchido o lugar.

Outra teoria é que o lago teria sido formado com água de chuva e levou muito tempo para ser descoberto. No entanto, ainda não é totalmente claro de onde essa água veio e como o lago foi formado.

Tunesien Lac de Gafsa

Moradores da região ignoram o alerta das autoridades e nadam na água de origem desconhecida

Quão remota é essa região onde o lago foi descoberto?

Bem, é no meio do deserto e é muito quente por lá, o que pode explicar por que as pessoas não visitam aquela parte da Tunísia nessa época do ano. É muito quente aqui, e especialmente no sul, onde faz cerca de 40 graus Celsius. Então você pode entender por que demoraria um certo período de tempo para o lago ser descoberto.

Como os moradores da região reagiram à descoberta?

Acho que eles estão bem felizes. É uma grande oportunidade para se refrescar. O Ramadã terminou há alguns dias, está muito quente e é um período de férias. Então acho que as pessoas estão aproveitando o fato de terem acesso a esse lago, onde elas podem nadar.

Há fotos de pessoas pulando de penhascos na água, nadando. As autoridades locais, porém, estão fazendo um alerta contra o banho no local porque ainda não se sabe se a água é segura.

A principal preocupação é que, por ser uma área de extração de fosfato, resíduos possam estar na água e esta possa ser radioativa. Então as pessoas foram alertadas para ficar longe da água e do lago, mas a maioria vem ignorando essas advertências.

Há algum sinal de doença entre a população local como resultado da água?

Ainda não, mas isso poderia demorar um tempo. Nós não temos nenhum registro de pessoas adoecendo. É a principal área de mineração de fosfato no país, e é por isso que as autoridades estão dizendo para as pessoas evitarem o contato com a água até ser determinado se é seguro nadar no lago.

Outro problema que temos é que a água, que era azul turquesa, agora está num tom de verde lamacento. Isso sugere que a água não está mudando, e que o lago não está sendo reabastecido. Isso também pode contribuir para o desenvolvimento de doenças e bactérias, principalmente neste calor.

Tunesien Lac de Gafsa ACHTUNG SCHLECHTE QUALITÄT

Água pode estar contaminada com resíduos de fosfato