1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Ladrão devolve biscoito de bronze roubado de fábrica alemã

Após mais de duas semanas de sumiço, "biscoito Leibniz", símbolo da firma Bahlsen de Hannover, reaparece inesperadamente. Ladrão inspirou-se no monstro Come-Come do programa de TV Vila Sésamo.

Em 24 de janeiro de 2013, a polícia de Hannover fez uma constatação insólita: sumira o enorme biscoito dourado que há exatamente 100 anos adornava a sede da fábrica de biscoitos Bahlsen. Não se sabia explicar como o objeto, de meio metro de altura e pesando 20 quilos, pudera desaparecer de seu pedestal, a cinco metros de altura, numa rua movimentada do centro da capital da Baixa Saxônia. A administração da Bahlsen conta com 250 funcionários, que entram e saem de sua central, noite e dia.

Pior ainda: havia suspeita de que o roubo pudesse ter ocorrido entre os dias 4 e 21 de janeiro, portanto até três semanas antes da descoberta, sem que ninguém tivesse notado. O objeto de bronze dourado representava o famoso biscoito amanteigado Leibniz Butterkeks, retangular e de bordas denteadas. Nomeado em homenagem ao filósofo Gottfried Wilhelm Leibniz (1646-1716), ele foi lançado no mercado em 1891, sendo a marca registrada da empresa.

Gestohlenes Firmen-Wahrzeichen Leibniz-Keks

Foto que acompanhou a "carta de chantagem" do ladrão

Doações em troca do biscoito

Já no dia seguinte, seu presidente, Werner M. Bahlsen, divulgou uma recompensa de mil euros para quem ajudasse a desvendar o furto. Em 29 de janeiro, ele recebeu uma carta, cujo autor afirmava estar em poder da marca registrada da firma. Este pedia a Bahlsen que fornecesse biscoitos a um orfanato e doasse os mil euros da recompensa a um lar de animais, em troca da devolução do biscoito dourado. A polícia passou a investigar a possibilidade de chantagem.

O documento, também enviado ao jornal Hannoversche Allgemeine Zeitung, vinha acompanhado de uma foto, mostrando um desconhecido fantasiado como o monstro Come-Come (do programa televisivo infantil Vila Sésamo), mordendo um objeto dourado rotulado "Leibniz Keks". Em resposta, Werner Bahlsen prometeu doar 52 mil pacotes de amanteigados a 52 instituições de cunho social, caso o símbolo da firma reaparecesse. O Leibniz Butterkeks original traz 52 "dentes" em suas bordas.

Gestohlenes Firmen-Wahrzeichen Leibniz-Keks

"Biscoito Leibniz" reapareceu na estátua do cavado da Universidade de Hannover

Monstro universitário?

Inesperadamente, nesta terça-feira (05/02), um enorme biscoito de metal dourado foi encontrado junto à estátua do Cavalo da Saxônia, diante da Universidade Leibniz de Hannover. A polícia deduz tratar-se do objeto roubado, cujo tamanho, peso e constituição coincidem com o achado. "Ao que tudo indica, é este o biscoito", declarou à imprensa um porta-voz.

No entanto, o mistério persiste: quem é o guloso ladrão? O que o levou a pregar um trote tão trabalhoso e arriscado? Diante da suposição de que possa se tratar de um de seus alunos, o reitor da Universidade de Hannover, Erich Barke, declarou: "Eu nunca vi um monstro Come-Come em nenhum dos auditórios, aqui".

AV/dpa/afp
Revisão: Francis França