1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Esporte

Lúcio, o melhor estrangeiro do futebol alemão

Revista Kicker publica ranking dos jogadores na temporada 2001/2002, encabeçado pelo goleiro Kahn. Único representante do futebol alemão na seleção pentacampeã no Japão, Lúcio foi o estrangeiro com melhor média de notas.

default

O zagueiro 19 do Leverkusen é implacável nos combates, como nesta disputa com Cacau, do Nürnberg

O zagueiro disputou 29 das 34 partidas do Bayer Leverkusen no Campeonato Alemão e terminou com nota 2,78 (na Alemanha, quanto menor, melhor) por suas atuações, contra 2,66 de Oliver Kahn, eleito pela Kicker como o melhor jogador da temporada. O goleiro do Bayern de Munique e da Seleção Alemã entrou em campo em 32 jogos da Bundesliga.

Mais dois atletas obtiveram médias superiores à de Lúcio: o meio-campista Frings e o goleiro Rost, ambos do Werder Bremen. Também do Leverkusen, o zagueiro Nowotny registrou a mesma nota final que o brasileiro, mas não marcou nenhum gol na temporada, enquanto o pentacampeão mundial fez quatro.

Apesar das falhas de concentração, Lúcio é imprescindível

A redação da Kicker elegeu Lúcio dez vezes para a seleção da rodada, mais até do que o goleiro Kahn (apenas quatro), o artilheiro Amoroso (também quatro) e o armador Ballack (nove), seu ex-parceiro de clube. Somente Frings (12) e Nowotny (11) superaram o zagueiro brasileiro em convocações.

"Lúcio correspondeu às altas expectativas na última temporada e ainda melhorou tanto nos aspectos defensivos quanto ofensivos, tornando-se imprescindível para o Leverkusen", analisa Sebastian Wolff, na edição desta semana da revista esportiva. O jornalista lembra que o gaúcho de 24 anos não é perfeito, mas tem muitas qualidades. "Apesar de eventuais falhas de concentração, que também apareceram na Copa do Mundo, ele impressiona por ser implacável nos combates, por ir ao ataque com subidas de tirar o fôlego e por gols sensacionais", opina Wolff.

Marcelo Bordon, o segundo melhor brasileiro

Para terminar a temporada como o melhor estrangeiro do futebol alemão, Lúcio ultrapassou, de janeiro a maio, vários concorrentes. Entre eles, o também zagueiro brasileiro Marcelo Bordon. O jogador do Stuttgart havia terminado a primeira metade do Campeonato Alemão no topo do ranking, como o melhor de toda a Bundesliga.

Porém, a regularidade de suas atuações caiu, arrastando suas notas para baixo (média final 3,02), de modo que terminou na 16ª posição. Mesmo assim, pela estatística da Kicker, Bordon ainda pode orgulhar-se de ser o segundo melhor brasileiro na Bundesliga. O ex-zagueiro do São Paulo disputou 28 partidas, marcou três gols e foi convocado cinco vezes para a seleção da rodada.

Artilheiro, Amoroso só surge em 75º no ranking

No ranking da Kicker, aparece em seguida, na 22ª posição (nota 3,10), o meia esquerda Zé Roberto, líder em assistências do campeonato e que trocou o Bayer Leverkusen pelo Bayern de Munique para a próxima temporada. Depois surge o armador Marcelinho Paraíba, do Hertha Berlim, na 30ª colocação. O atacante Éwerthon (Borussia Dortmund) vem em 35º e o goleador Élber (Bayern de Munique), em 44º.

Artilheiro da Bundesliga com 18 gols, Amoroso amarga apenas o 75º lugar, em virtude de desempenhos muito irregulares. Melhor que ele, saíram-se o lateral esquerdo Dede (B. Dortmund), em 61º, e o armador Ratinho (Kaiserslautern), em 71º. Dos brasileiros contratados por clubes da primeira divisão alemã, são citados também no ranking: Róbson Ponte (Wolfsburg, 98ª posição), Alex Alves (Hertha Berlim, 102ª), Lincoln (Kaiserslautern, 144ª), Evanílson (B. Dortmund, 146ª), Paulo Rink (Nürnberg, 148ª) e Vragel da Silva (Energie Cottbus, 152ª).