1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Esporte

Lúcio: "Agradeço a Deus por estar aqui"

O brasileiro Lúcio, zagueiro do Bayer Leverkusen, concedeu uma entrevista à revista esportiva alemã Kicker onde fala sobre a crise de seu time e a felicidade de estar na Alemanha.

default

Lucio comemora um gol com sua equipe

Lúcio José Félix Dias, 25 anos, está há dois anos no Bayer Leverkusen, clube por onde já passaram muitos brasileiros. Titular de um time que vem apresentando uma atuação bem aquém da esperada no Campeonato Alemão, Lúcio acredita que tudo não passa de uma fase desencadeada pelo afastamento, por motivos de saúde, de alguns bons craques.

Para ele, o Bayer Leverkusen, atualmente na 15ª posição da tabela geral de classificação com apenas 8 pontos (o líder, Bayer de Munique, está com 19 pontos), tem chances de dar uma virada e ficar entre os quatro primeiros colocados da Bundesliga.

"Esse tipo de fase é normal no futebol", esclareceu o craque brasiliense que reconhece que o time começou a temporada 2002/2003 jogando mal. Lúcio, entretanto, aposta na capacidade de seus colegas. "O time está bem melhor do que aparenta."

Indagado pelo repórter da revista alemã Kicker sobre o fato de o desfalque em massa de craques resultar na escalação de jogadores que ainda precisariam de mais experiência antes de entrar em campo, o zagueiro respondeu que é preciso dar orientação e tirar o máximo de proveito dos treinos diários.

"Se jogarmos e lutarmos como fazemos em partidas onde conseguimos a vitória, então teremos chances de ir adiante", aposta Lúcio, referindo-se à vitória do Bayer Leverkusen contra o Bayern de Munique, um forte adversário, e a derrota contra o Wolfsburg, um time bem menos perigoso. "Todos lutaram contra o Bayern de Munique e ninguém fez o mesmo contra o Wolfsburg."

Poder divino

Lúcio teceu elogios ao treinador do Bayer Leverkuen, Klaus Toppmöller. "Ele dá o melhor de si", garantiu. O brasileiro está há quase dois anos no clube alemão e seu contrato vigora até 2005.

"Eu agradeço a Deus por estar aqui. Eu vou continuar dando o melhor de mim para trazer alegrias aos fãs", disse Lúcio. Quanto ao fato de estar sendo sondado com freqüência por outros clubes europeus, como o Turin, Milão e Real Madri, o craque preferiu evitar a especulação sobre uma possível troca de time.

"O interesse me honra, pois demonstra que eu jogo bem. O que vai acontecer só Deus sabe. Ele me trouxe para o Bayer Leverkusen e ele vai irá me mostrar o próximo caminho."

O repórter da Kicker lembrou que hoje em dia são outros os fatores que determinam a saída ou permanência de um jogador em um clube. Lúcio continuou insistindo na intervenção divina. "Deus é que sabe o que vai acontecer. Não me interessa o que os jornais dizem".