1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Líderes de EUA e Irã conversam pela primeira vez em mais de 30 anos

Obama anuncia ter falado por telefone com presidente iraniano, no primeiro contato direto entre governantes dos dois países desde a Revolução Islâmica. Ato marca nova fase de negociações sobre a questão nuclear.

default

Barack Obama fala à imprensa sobre a questão nuclear iraniana

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, anunciou nesta sexta-feira (27/09) ter conversado por telefone com o presidente do Irã, Hassan Rowhani. A conversa é a primeira comunicação entre líderes dos dois países desde 1979, ano da Revolução Islâmica, e reflete a distensão bilateral sobre a questão nuclear.

"Agora há pouco conversei pelo telefone com o presidente Rowhani, da República Islâmica do Irã. Nós discutimos nossos atuais esforços para alcançar um acordo sobre o programa nuclear iraniano", disse Obama, que demonstrou otimismo sobre o tom da conversa.

Desde que chegou ao poder, em agosto passado, o presidente iraniano vem tentando deixar de lado a retórica de confronto de seu antecessor, Mahmoud Ahmadinejad, e acena com um possível diálogo direto com Washington para pôr fim ao impasse sobre o programa nuclear. Entre os motivos estaria a necessidade de levantar as sanções ocidentais que sufocam há anos a economia do Irã.

Sem avanços concretos

Com a reaproximação entre os Estados Unidos e a República Islâmica e a ofensiva, nesta semana, da diplomacia de Teerã nas Nações Unidas, a Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) iniciou nesta sexta-feira discussões com o Irã sobre a questão nuclear. O encontro aconteceu em Viena, na Áustria.

Depois de quatro horas e meia, as partes só coincidiram em qualificar as conversas como "construtivas" e anunciaram uma nova rodada de negociações para o próximo dia 28 de outubro, embora não tenham confirmado o local onde esta será realizada.

Mohammed Dschawad Sarif und John Kerry

O secretário de Estado americano, John Kerry, com representantes da diplomacia iraniana

Para o Ocidente, as negociações de Teerã com a AIEA são um teste para saber se o país vai mudar de posição sobre o seu programa nuclear – uma postura vista como intransigente sob a presidência de Ahmadinejad.

As discussões em Viena são as primeiras desde que Rowhani assumiu a Presidência do país. As dez reuniões anteriores foram marcadas pelo fracasso.

Nesta sexta-feira, o presidente do Irã anunciou que seu país apresentará propostas sobre seu programa nuclear nas conversas com o grupo 5+1 (membros permanentes do Conselho de Segurança e a Alemanha) marcadas para outubro em Genebra. Ele assegurou que, qualquer que seja o resultado do novo processo negociador, terá "o apoio completo" das instituições e do povo do Irã.

RPR/ ap/ afp/ rtr

Leia mais