1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Líder do Talibã é morto em bombardeio no Paquistão

Ataque de avião não tripulado dos Estados Unidos mata um dos comandantes do Talibã no Paquistão. Mullah Nazir era tido como um dos principais orquestradores de ataques contra soldados norte-americanos no Afeganistão.

Um dos chefes de guerra do Talibã paquistanês, Mullah Nazir, foi morto durante um bombardeio de um avião teleguiado do Exército dos Estados Unidos. Este foi o primeiro ataque usando estes aviões não tripulados em 2013. O bombardeio ocorreu na noite de quarta-feira (02/01) em uma área tribal no noroeste do Paquistão.

Segundo agências de notícias, Maulvi Nazir Wazir, o nome original do Mullah Nazir, estava próximo à cidade de Waza, capital do distrito do Waziristão do Sul, perto da divisa com o Afeganistão, quando os mísseis foram lançados. Além do comandante talibã, o ataque vitimou ainda o segundo na hierarquia, Ratta Khan, e outros três membros do movimento fundamentalista islâmico.

A região é conhecida pelo alto número de bases militantes ligadas ao Talibã e à rede terrorista Al Qaeda, e Nazir é considerado um dos alvos mais "proeminentes" morto por um avião não tripulado nos últimos anos.

Nazir, que em novembro de 2012 havia sobrevivido a um ataque supostamente planejado por membros rivais no próprio Talibã, ficou conhecido por ter sido mencionado pelo Exército paquistanês como "bom" talibã. Ele adquiriu a reputação quando preferiu dirigir ataques contra soldados norte-americanos no Afeganistão, acertando um acordo de paz com as forças armadas do Paquistão – inclusive punindo com a morte ou expulsando da região quem não obedecesse.

Instabilidade na região

Na opinião do autor paquistanês Imtiaz Gul, especialista em contextos que envolvem a área tribal do país, americanos e afegões suspeitam que Nazir abrigava e conduzia operações da Al Qaeda. "Os Estados Unidos e seus parceiros queriam eliminar qualquer risco de ameaça que a Al Qaeda pudesse oferecer às tropas americanas no Afeganistão."

Já segundo o diretor executivo da Administração Federal das Áreas Tribais (FATA, na sigla em inglês), Saifullah Khan Mehsud, a morte de Mullah pode desencadear o caos na região, já que ele era fundamental para manter a união entre o Talibã paquistanês e tribos e militantes waziris.

Ainda na quarta-feira, houve bombardeios disparados por drones também na região do Wazaristão do Norte, vitimando outros nove militantes do Talibã.

PV/rtr/lusa/afp/dpa
Revisão: Francis França

Leia mais