1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Líder do Partido Democrático encarregado de formar novo governo italiano

Nenhum partido conseguiu maioria no Senado, após a eleição de fevereiro. Cabe a Bersani tentar formar uma coalizão para governar o país. Ele rejeita associação com Berlusconi, e Grillo nega apoio a forças estabelecidas.

Após dois dias de negociação, nesta sexta-feira (22/03) o presidente da Itália, Giorgio Napolitano, encarregou o líder do Partido Democrático e da coligação de centro-esquerda, Pier Luigi Bersani, da formação de um novo governo. Ele deverá buscar o apoio da maioria do Parlamento.

Napolitano declarou que Bersani tem a melhor posição para criar um governo, devido às difíceis circunstâncias atuais. Nas eleições do final de fevereiro, a coligação de Bersani conseguiu a maioria das cadeiras na Câmara dos Deputados, porém não no Senado, estando obrigado a tentar novas coalizões.

Bersani declarou que tentará encontrar um equilíbrio entre as mudanças desejadas pelos eleitores italianos e as reformas necessárias para segurar o futuro financeiro e político do país. Bersani descartou a possibilidade de formar uma aliança com o partido de centro-direita de Sílvio Berlusconi, segundo lugar nas eleições.

O movimento político do comediante Beppe Grillo, que ocupou o terceiro lugar, afirmou que não apoiará qualquer força política já estabelecida. Se o novo governo não conseguir o apoio da maioria na Câmara e no Senado, poderão ser convocadas novas eleições em junho. Estas, porém, não podem ser realizadas antes que o Parlamento vote o sucessor de Napolitano, cujo mandato termina em maio.

CN/ap/afp/dpa

Leia mais