Líder da CSU quer acordo com Angela Merkel sobre candidatura | Notícias sobre política, economia e sociedade da Alemanha | DW | 08.01.2002
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Líder da CSU quer acordo com Angela Merkel sobre candidatura

Está na fase final a disputa entre Edmund Stoiber (CSU) e Angela Merkel (CDU) para ver quem sairá candidato a chanceler federal pelos partidos conservadores nas eleições deste ano.

default

Angela Merkel e Edmund Stoiber

Reunidos em Wildbad Kreuth, no sul da Alemanha, os deputados da União Social Cristã (CSU) deram seu pleno apoio a uma eventual candidatura de Edmund Stoiber a chanceler federal. Presidente da CSU e governador da Baviera, Stoiber confirmou, no fim de semana, sua disposição a enfrentar Gerhard Schröder, o atual chefe de governo, nas eleições deste ano.

O governador, contudo, terá que disputar a candidatura pelos partidos conservadores com a presidente da União Democrata Cristã (CDU), Angela Merkel, que também proclamou abertamente sua intenção.

Partidos irmãos - CDU e CSU são "partidos irmãos" e constituem a maior força de oposição ao governo federal. A CDU é um partido nacional, com representação em todos os estados, com exceção da Baviera, onde se aliou à CSU. Já a União Social Cristã de Stoiber só existe nesse estado, no qual constitui o governo há várias décadas.

"Nós vamos encontrar uma solução de comum acordo", disse o governador bávaro, ao juntar-se com a bancada da CSU nesta terça-feira. Stoiber mostrou-se surpreso com toda a "agitação" das pré-candidaturas nos dois partidos, dizendo que este mês irá encontrar-se com Angela Merkel para um diálogo amistoso, do qual sairá uma decisão conjunta.

Bancadas poderão decidir - Os líderes das bancadas Friedrich Merz (CDU) e Michael Glos (CSU), porém, sugeriram que as bancadas decidam, caso os dois presidentes de partido não cheguem a um acordo. "Nossos eleitores já estão cansados de que passemos discutindo nomes, em vez de nos concentrarmos nas questões objetivas", disse Merz, pressionando para que os dois "candidatos a candidato" definam a disputa até 21 de janeiro, quando termina o recesso parlamentar de inverno.

Merz contra Merkel - Pela primeira vez, o líder da bancada democrata-cristã deixou transparecer claramente sua preferência por Stoiber e contra a candidata "natural" de seu partido. Friedrich Merz disse que sua decisão depende de quem terá a melhor chance e "as pesquisas falam uma linguagem clara". Stoiber está na frente de Angela Merkel nas pesquisas de opinião.