1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Esporte

Kuranyi garante vitória do Schalke no clássico do Ruhr

Centroavante brasileiro da seleção alemã marcou os dois gols da virada de sua equipe sobre o Dortmund, num clássico que frustrou as expectativas da torcida.

default

Atacante brasileiro marcou os dois gols do Schalke contra o Dortmund


O confronto entre Borussia Dortmund e Schalke não foi o clássico dos sonhos para os 81 mil torcedores da região do Ruhr que lotaram o Westfalenstadion, em Dortmund, neste sábado (13/08). Num jogo truncado, o árbitro Herbert Fandel deu um gol que não existiu para o time da casa, derrotado por 2 a 1 pelo seu arqui-rival.

Mesmo assim, o técnico alemão, Jürgen Klinsmann, saiu do estádio satisfeito do com o desempenho de um jogador: o brasileiro Kuranyi. O centroavante da seleção alemã marcou os dois gols do Schalke e mostrou que está em forma para um outro clássico marcado pela rivalidade: Alemanha x Holanda, na próxima quarta-feira (17/08), em Roterdã.

O Schalke, desfalcado de Lincoln, que cumpre suspensão de três jogos na Bundesliga por haver cuspido num jogador do Stuttgart na final pela Copa da Liga Alemã, conquistou três pontos importantes em Dortmund, para continuar no encalço do líder Bayern de Munique na tabela do campeonato. "Perdemos o jogo porque cometemos duas falhas incríveis", resumiu Wörns, o capitão do Dortmund.

O jogo

Desde o início, as duas equipes tentaram mostrar trabalho, mas sem criar situações de perigo no ataque. O primeiro lance de destaque foi o mais polêmico do jogo: aos 17min, Kringe, do Dortmund, cruzou forte da direita; o brasileiro Bordon, do Schalke, tropeçou na área, deixando a bola passar para o atacante Smolarek, que a matou com os braços e mandou com o bico da chuteira pelo meio das pernas do goleiro Rost.

O Schalke reclamou mão, com justiça, mas o árbitro Herbert Fandel e seus auxiliares deram o gol. O jogo esquentou e, apenas cinco minutos mais tarde (aos 22min), Kuranyi subiu livre numa cobrança de escanteio e mandou a bola para o fundo das redes do Dortmund, sem chances para o goleiro Weidenfeller e o atacante Smolarek, postados em cima da linha.

O empate serviu de combustível para os visitantes. O Schalke assumiu o controle da partida, mas sem criar muitas chances para ampliar o marcador. Ernst recebeu um rebote resultante do caos na zaga do Dortmund aos 32min, mas mandou a bola para as nuvens. Sand tentou enfeitar com o calcanhar um chute disparado por Varela aos 39min, mas não acertou a bola.

Nos últimos dez minutos do primeiro tempo, o jogo se tornou monótono. O time da casa insistia em passes longos. Rosicky, o cérebro do Dortmund, parecia estar pensando na Espanha, de onde recebeu proposta para jogar no Atlético de Madri. O jovem Sahin, de 16 anos, considerado a nova revelação do futebol alemão, esteve apagado no Dortmund.

Segundo tempo

A primeira chance do segundo tempo foi do Schalke, mas Ernst desperdiçou um cruzamento de Kobiashvili aos 4min. O Dortmund também voltou com vontade de atacar, mas sem muita criatividade, apostando sempre nas bolas altas lançadas para o gigante Koller, de quase dois metros de altura.

Os sinais ofensivos do time da casa foram abafados aos 13min do segundo tempo. Krstajic lançou uma bola longa, que o zagueiro Metzelder cabeceou nos pés de Kuranyi. O ex-jogador do Stuttgart mandou um balaço rasteiro no canto direito, indefensável para Weidenfeller, virando o placar para o Schalke: 2 a 1.

Na seqüência, esperou-se em vão um rolo compressor do Dortmund. Aos 31min da segunda etapa, Koller marcou um gol e até chegou a comemorar, mas estava na banheira. O Schalke passou a administrar o resultado. O técnico Bert van Marwijk trouxe Brzenska para auxiliar Koller no ataque e ele, de fato, ainda teve a chance do empate aos 39min, mas Rost defendeu.

Assim o Schalke comemorou sua 21ª vitória no 65º clássico da região do Ruhr. O Dortmund, de Dedé, já eliminado da Copa da Uefa, não conseguiu se impor no ataque e perdeu merecidamente – ainda que isso doa para a sua fanática torcida.

BORUSSIA DORTMUND 1 x 2 SCHALKE

Borussia Dortmund:
Weidenfeller – Degen (Odonkor), Wörns, Metzelder, Dede – Sahin (Kruska) – Kringe, Rosicky – Smolarek, Koller, Buckley (Brzenska)
Técnico: Bert van Marwijk

FC Schalke 04:
Rost - Hamit Altintop, Bordon, Krstajic, Kobiashvili - Poulsen - Varela (Asamoah), Bajramovic (Rodriguez) – Ernst – Sand (Larsen), Kuranyi –
Técnico: Ralf Rangnick

Data: 13/8/2005 (sábado)
Local: Westfalenstadion, em Dortmund (Renânia do Norte-Vestfália)
Árbitro: Herbert Fandel
Público: 81.264 torcedores (lotado)
Cartões amarelos: Sand, Hamit Altintop, Kuranyi
Gols: Smolarek (aos 17min do 1T), Kuranyi (aos 22min do 1T e aos 13min do 2T), Kuranyi

Leia mais