1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Turismo

Kaiserslautern, cidade do imperador e do rio

A menor das sedes da Copa 2006 na Alemanha fica numa região famosa principalmente pelo seu vinho e pela Floresta do Palatinado. É, também, a terra dos "diabos vermelhos".

default

Centro histórico de Kaiserslautern

O nome da cidade, praticamente impronunciável para um brasileiro, origina-se de duas palavras: Kaiser refere-se ao imperador Frederico Barba-Roxa, que construiu ali um palácio no século 12. Lautern vem do Rio Lauter, hoje todo canalizado, que corre por debaixo da cidade.

Kaiserslautern, que fica no sudoeste da Alemanha, no Estado da Renânia-Palatinado, é a segunda cidade mais conhecida da região (a primeira é Ludwigshafen, onde está sediada a Basf). Embora pequena, é conhecida também graças ao time de futebol que leva o seu nome.

1998 Meisterfeier 1. FC Kaiserslautern - Fans feiern Ein Fan des 1.FC Kaiserslautern jubelt von einem Bakon aus Bundesligageschichte

Os torcedores do FC Kaiserslautern

Seu estádio, em reformas para abrigar 48 mil torcedores durante a Copa 2006, chama-se Fritz Walter em homenagem a um antigo capitão da equipe. O clube, com tem mais de 10 mil associados que se autodenominam "diabos vermelhos", participou 16 vezes da Copa da Europa e foi campeão alemão quatro vezes.

Vinho e florestas são atrações à parte

Além dos 100 mil habitantes, moram em Kaiserslautern cerca de 38 mil soldados norte-americanos e seus familiares, estacionados na base aérea de Ramstein. O vinho produzido na região e as áreas verdes atraem muitos turistas. Encontra-se ali, quase na fronteira com a França, a Floresta do Palatinado, a maior floresta contínua da Alemanha, numa área de 180 mil hectares recheados de riachos de água límpida e bizarras formações rochosas.

A Universidade de Kaiserslautern, de orientação técnico-científica, e a grande quantidade de empresas desse setor tornaram a cidade conhecida também no exterior como centro de pesquisas de alta tecnologia. Ali está instalada, por exemplo, a fábrica das máquinas de costura Pfaff.

Palácios e passeios interessantes

Japanischer Garten in Kaiserslautern

O jardim japonês da cidade

O imperador Frederico Barba-Roxa construiu seu palácio imperial entre os anos 1151 e 1158. Suas passagens secretas e até partes das suas fundações podem ser visitadas ainda hoje. Bem próximo, encontra-se o castelo do conde Johann Casimir, o legendário caçador do Palatinado (Jäger aus Kurpfalz). Edificado em 1571, as atrações do castelo em estilo renascentista são seu salão e os corredores subterrâneos (Casimirbau).

Bastante destruído durante a Segunda Guerra Mundial por causa de seu pólo industrial, o centro histórico de Kaiserslautern hoje é marcado pela reconstrução no pós-guerra. A praça central, Sankt Martinsplatz, é um local idílico que remonta ao século 14, com a Igreja de São Martinho e o portão histórico.

Para quem gosta de caminhadas

Não se pode deixar, também, de visitar a Fonte do Imperador (Kaiserbrunnen), uma composição impressionante do artista Gernot Rumpf, feita de bronze e que retrata o passado e o presente da cidade.

Depois de visitar o museu do caneco de cerveja e seu acervo de 500 peças reunidas nos dois últimos séculos, pode-se passear no jardim japonês, um dos maiores da Europa.

Os turistas que dispõem de um pouco mais de tempo e que gostam de caminhadas não podem deixar de aproveitar a excelente infra-estrutura nos parques em volta da cidade. Há 12 roteiros, de 40 a 400 quilômetros, que podem ser percorridos de três a 15 dias, sem preocupações com o transporte de bagagem ou reserva de quartos.

Leia mais