1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Esporte

Kahn anuncia que vai se aposentar em 2008

O goleiro alemão Oliver Kahn declarou ao diário 'Bild' que vai pendurar as chuteiras assim que cumprir seu contrato com o Bayern de Munique, no final da temporada 2007/08. Por enquanto Kahn quer seguir ganhando títulos.

default

Kahn ainda não definiu o que fará quando encerrar a carreira

Antes da última Copa do Mundo, Oliver Kahn, 37 anos, já havia declarado sua intenção de se aposentar em 2008: "Irei jogar pelo Bayern por mais duas temporadas após a Copa e, então, parte da minha vida estará finalizada". Neste domingo (07/01), em entrevista ao jornal Bild am Sonntag, o goleiro alemão confirmou sua aposentadoria.

"Vou honrar meu contrato aqui no Bayern até 2008", garantiu, acrescentando que com 39 anos é melhor pendurar as chuteiras "e se concentrar em outra coisa". Questionado sobre o que fará após a aposentadoria, o capitão do Bayern de Munique foi categórico: "Num primeiro momento eu não quero fazer absolutamente nada".

Bundesliga 17. Spieltag 1.FSV Mainz 05 gegen FC Bayern München Oliver Kahn

Goleiro quer pendurar as chuteiras com 39 anos

Enquanto não pára, o capitão do Bayern de Munique quer vencer as competições nacional e internacional que disputa. Kahn só admite a possibilidade de encerrar a carreira antes de 2008 se vencer a Liga dos Campeões este ano – nos dias 20 de fevereiro e 7 de março o Bayern enfrenta o Real Madrid pelas oitavas-de-final.

Carreira de sucesso

Poucos goleiros da história do futebol alemão tiveram uma carreira tão bem-sucedida quanto a de Oliver Kahn. Desde que trocou o Karlsruhe pelo Bayern, em 1994, Kahn entrou em campo 516 vezes para ajudar os bávaros a conquistar sete títulos da Bundesliga. Em competições internacionais, venceu a Copa da Uefa, em 1996, e a Liga dos Campeões, em 2001. Pela seleção alemã, no entanto, Kahn não teve o mesmo sucesso. Foi eleito o melhor jogador da Copa de 2002, mas falhou decisivamente no gol de Ronaldo, que abriu caminho para o pentacampeonato do Brasil. No último Mundial, o polêmico goleiro ficou na reserva de Jens Lehmann.

Leia mais