1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

KaDeWe: o centenário de um templo do consumo

Um dos maiores centros comerciais da Europa, a KaDeWe de Berlim, completa cem anos. A história da loja aberta em 1907 reflete-se na história da capital alemã.

default

Fachada da loja em Berlim

A Kaufhaus des Westens (conhecida na Alemanha como KaDeWe) completa cem anos nesta terça-feira. Ela foi inaugurada em 27 de março de 1907 em Schöneberg, bairro de classe alta de Berlim, numa época em que havia ali muitas casas luxuosas, mas faltava uma opção comercial.

Seu fundador, Adolf Jandorf, construiu uma loja de cinco andares onde oferecia de tudo, do simples chinelo ao luxuoso casaco de pele. Não demorou para que se tornasse "a referência" em loja de departamentos da cidade, o que continua até hoje.

Deutschland Berlin KaDeWe wird 100

Lanchonete da loja em 1931

Na Segunda Guerra Mundial, um avião norte-americano caiu sobre o prédio e o incêndio que se seguiu destruiu quase toda sua estrutura. Reconstruída e reaberta em 1950, não demorou para que a KaDeWe se tornasse símbolo da reconstrução alemã e referência de "alto estilo e bom gosto".

Retaurante panorâmico, variedades e altos preços

Hoje, com um sortimento de mais de 380 mil produtos distribuídos em 60 mil metros quadrados (o que corresponde a nove campos de futebol), a loja de departamentos é importante referência turística da capital alemã.

O local mais procurado no prédio de 64 escadas-rolantes e 26 elevadores é o restaurante no sétimo andar. Não só pelas especialidades servidas sob o teto de vidro, mas também por causa da excelente vista panorâmica.

O sexto andar tem uma fama toda especial entre os gourmets, pela variedade de produtos de todo o mundo. Só em variedades de queijos, por exemplo, são oferecidas 1300 opções. De pães, são 400 tipos.

Tantas especialidades e fama fazem escalar o faturamento: no ano passado, os dois mil empregados ajudaram a produzir um lucro de 300 milhões de euros. A cada dia, os vários departamentos da KaDeWe são visitados por 40 a 50 mil pessoas.

Enquanto ainda existia a Cortina de Ferro, era sonho dos alemães-orientais visitar este "templo ocidental do consumo". Por isso, logo depois da queda do Muro de Berlim, vieram às multidões conhecer a Kaufhaus des Westens. Com o passar do tempo, no entanto, a atração diminuiu, também devido aos altos preços dos produtos ali oferecidos

Leia mais