1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Esporte

Justiça da Espanha abre processo contra Neymar por corrupção e fraude

Tribunal espanhol aceita denúncia do fundo de investimentos DIS, que pleiteia receber maior parcela do pagamento da polêmica transferência do atacante ao Barcelona. Pela primeira vez, o brasileiro é apontado como réu.

Um tribunal espanhol aceitou a queixa apresentada pelo fundo brasileiro de investimentos DIS e lançou, nesta quarta-feira (17/06), uma investigação por fraude e corrupção contra o atacante brasileiro Neymar. Assim, o jogador do Barcelona foi envolvido no caso pelo qual o presidente do clube espanhol é processado.

Além de Neymar, a Corte Nacional da Espanha também mencionou na ação judicial o pai do jogador, o Santos, dois dirigentes do ex-clube do brasileiro, o Barcelona e seu ex-presidente Sandro Rosell, assim como o atual mandatário, Josep Maria Bartomeu. Todos serão investigados sob as acusações de "corrupção e fraude" em conexão com a contratação de Neymar pelo Barcelona em 2013.

Na época, o DIS detinha 40% dos direitos federativos de Neymar. O grupo de investimentos alega que recebeu menos da metade do dinheiro ao qual tinha direito pela transferência do jogador ao futebol espanhol. O DIS recebeu 6,8 milhões de euros (cerca de 24 milhões de reais) de um total de 17,1 milhões que o Barcelona pagou ao Santos.

Bartomeu, Rosell – que

renunciou à presidência do clube catalão após o estouro do escândalo

–, e o Barcelona foram acusados de

fraudarem a administração fiscal

. Promotores inclusive pediram por uma pena de

prisão de dois anos e três meses para Bartomeu, e uma de sete anos e seis meses para Rosell

, além de multas e pagamentos de impostos pendentes, totalizando mais de 60 milhões de euros.

FC Barcelona Rücktritt Präsident Sandro Rosell

Josep Maria Bartomeu (dir.) na época da renúncia de Sandro Rosell (esq.) à presidência do Barcelona

Neymar pela primeira vez como réu

Esta é a primeira vez que o próprio Neymar é apontado como réu no caso envolvendo sua transferência ao Barcelona. No Brasil, o Santos também lançou uma ação contra o clube espanhol, o jogador e seu pai sobre supostas irregularidades no negócio.

A investigação em relação aos valores gastos na contratação do atacante brasileiro começou depois que um torcedor questionou os números apresentados pelo clube. A administração do Barcelona havia dito, inicialmente, ter pagado 57,1 milhões de euros por Neymar. Depois, o clube voltou atrás e disse que o acordo girou em torno dos 100 milhões de euros.

Segundo a promotoria, a aquisição de Neymar é avaliada em 82,7 milhões de euros, divididos em vários contratos. Além disso, a Justiça espanhola afirmou que o clube deixou de pagar mais de 12 milhões de euros em impostos, o que significa que o custo total da negociação teria sido de 94,8 milhões de euros.

PV/rtr/afp/dpa

Leia mais