1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Justiça alemã proíbe voos noturnos no aeroporto de Frankfurt

Decisão atende a reivindicação de moradores da região e trará prejuízos às companhias aéreas. Estão proibidas aterrissagens e decolagens entre as 23h e as 5h.

O Tribunal Administrativo Federal de Leipzig confirmou, nesta quarta-feira (04/04), decisão de uma instância inferior proibindo os voos noturnos no aeroporto de Frankfurt. A proibição atende a uma reivindicação dos moradores da região e deve trazer grandes prejuízos para companhias aéreas como a Lufthansa.

Com a decisão, ficam proibidas decolagens e aterrissagens entre as 23h e as 5h. Há 17 voos diários programados para esse horário. Voos noturnos apenas estão autorizados em casos que as autoridades puderem comprovar que exista uma necessidade especial para que ocorram.

O tribunal de Leipzig confirmou uma decisão do Tribunal Administrativo de Hessen, que já havia proibido estes voos em primeira instância, alegando proteger a população contra os ruídos durante a noite.

A proibição é uma vitória para os moradores da região, que têm intensificado os protestos contra o barulho causado pelos aviões. Nesta, cerca de dois mil manifestantes expressaram sua insatisfação num protesto no aeroporto. Segundo um porta-voz dos moradores, os protestos devem continuar até que haja menos barulho também durante o dia.

Para as companhias aéreas, a proibição significa prejuízos. A operadora aeroportuária Fraport argumenta que os voos noturnos atendem principalmente o transporte de cargas. Duramente atingida pela proibição, a Lufthansa Cargo calcula que terá um prejuízo de 40 milhões de euros por ano.

Após o veredicto, as ações da companhia aérea caíram 2,5%. O aeroporto de Frankfurt é o maior da Alemanha e terceiro mais movimentado da Europa. É também o maior empregador da região, com 70 mil funcionários.

KR/dpa/rtr
Revisão: Alexandre Schossler

Leia mais