1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Julio Iglesias chama Trump de "palhaço"

Cantor espanhol adere a protestos da comunidade latina e diz que não fará mais shows em estabelecimentos de propriedade do pré-candidato à presidência dos EUA. "Trump esquece o que os imigrantes fizeram pelo país", diz.

O cantor espanhol Julio Iglesias aderiu aos protestos da comunidade de celebridades latinas sobre os comentários do pré-candidato republicano à presidência americana Donald Trump sobre imigrantes mexicanos nos Estados Unidos. Nesta quinta-feira (08/10), Iglesias chamou Trump de "palhaço".

Em junho, Trump havia sugerido que imigrantes mexicanos nos EUA são "estupradores", envolvidos com drogas e crimes.

Em turnê no México para promover seu mais recente álbum, o cantor de 72 anos confirmou o sentimento que já havia expressado num artigo publicado no jornal catalão La Vanguardia, nesta quarta-feira. "Ele [Trump] acha que pode consertar o mundo esquecendo o que os imigrantes têm feito por seu país. Ele é um palhaço! E minhas desculpas aos palhaços", disse Iglesias.

Há anos, o cantor vive em Miami, na Flórida. Ele disse que deixará de fazer shows em locais que ostentam o nome de Trump. "Encontrei Trump umas três ou quatro vezes, porque toquei em locais de sua propriedade", disse Iglesias no México. "Acho que seu cérebro e seu coração não estão conectados no momento. Sua posição não é correta."

USA Präsidentschaftswahl Kanditat der Republikaner Donald Trump

Trump sugeriu que imigrantes mexicanos são "estupradores"

O porta-voz de Trump emitiu uma breve resposta do pré-candidato: "Bom, não gosto mais mesmo de sua voz ou de suas performances!"

Iglesias negou estar aproveitando a situação para promover sua turnê atual ou seu álbum México. "Quando iniciei a produção deste disco há dois anos, não estava pensando que teria algo a ver com o senhor Trump", afirmou Iglesias. "Tenho 72 anos e sou talvez o maior artista latino da história. Se acham que preciso disso agora, estão errados. Na minha idade, é tarde demais para abraçar situações apenas para lucrar alguma coisa."

O álbum traz 12 canções com temas mexicanos e chegou à liderança da Billboard Latina. O single Fallaste Corazon é a primeira música em espanhol que Iglesias lançou em 12 anos. Ele é o músico latino que mais vendeu álbuns na carreira, com 300 milhões de discos vendidos.

Iglesias se juntou a Univision, Macy e NBC, que também romperam laços comerciais com Trump. Estrelas latinas, incluindo o cantor colombiano J Balvin e a atriz de Porto Rico, Roselyn Sánchez, haviam retirado suas participações do concurso de beleza Miss EUA, realizado em julho. O concurso é propriedade de Trump, através da marca Miss Universe.

Os comentários de Trump aparentemente também o afastaram de eleitores latinos. Numa pesquisa realizada pelo jornal americano Washington Post no mês passado, Trump era visto de maneira desfavorável por 82% dos hispânicos e favoravelmente por apenas 15% deles.

PV/ap/efe

Leia mais