1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

Judy Linn exibe fotos inéditas de Patti Smith em Berlim

A retrospectiva de Judy Linn mostra sua visão única do cotidiano americano e da intimidade da estrela punk Patti Smith (foto). Exposição em Berlim percorre mais de 45 anos de carreira da fotógrafa americana.

Para Judy Linn, na fotografia o especial não é necessariamente o objeto, mas o momento único em que ele é capturado pela câmera. "Eu queria uma reação ao ato de olhar", explica a fotógrafa.

Na exposição Judy Linn – As if it is as it is of, em cartaz em Berlim, os visitantes podem percorrer os mais de 45 anos de carreira da artista americana.

"Meus arquivos cresceram muito rapidamente, assim como minha inabilidade de conseguir olhar para todas essas imagens. Rever essas fotos em Berlim me fez olhar para dentro e para fora de mim mesma, foi um mergulho no passado", disse Linn em entrevista à DW Brasil.

Ausstellung As if it is as it is of Fotografien von Judy Linn EINSCHRÄNKUNG

Retrospectiva exibe mais de 45 anos de imagens

Em seu trabalho fotográfico, Linn busca nunca escapar da realidade. Seu olhar do real não exibe truques, mas celebra a imprevisibilidade da existência humana. Do ângulo certo, um objeto ou situação comuns podem se tornar especiais.

Patti e amigos

Judy Linn nasceu em Detroit, em 1947, e nos anos 1960 mudou-se para Nova York, para estudar arte. Foi quando ela começou a fotografar. Por intermédio de um namorado, ela conheceu o fotógrafo e artista visual Robert Mapplethorpe e a "poeta do punk" Patti Smith. As duas jovens artistas rapidamente se tornaram amigas.

Nos sete anos seguintes, a amizade de Linn e Smith, e de seu círculo próximo de amigos, foi retratada na série People 1969 – 1976 (Patti and friends), que faz parte da mostra em Berlim.

"Era bem fácil. Patti gostava de ser fotografada. Nós duas sabíamos que a fotografia era uma maneira de entrarmos nos livros, filmes e revistas de moda que amávamos", conta Linn.

Ausstellung As if it is as it is of Fotografien von Judy Linn EINSCHRÄNKUNG

Patti Smith ao lado do escritor Sam Shepard no início dos anos 1970

As imagens de Smith revelam um lado íntimo e vulnerável de uma artista que estava a caminho de se tornar um ícone da música. No entanto, justamente por serem momentos de verdadeira intimidade, as fotos permaneceram inéditas por décadas.

"Patti estava vivendo com seu marido e seus dois filhos. Ela queria poupar as crianças de qualquer tipo de exposição na escola e não queria que as fotos fossem publicadas até eles se formarem", diz Linn.

As fotos foram publicadas pela primeira vez no livro Patti Smith 1969–1976, Photographs by Judy Linn em 2011. Esta é a primeira vez que as fotos são exibidas em Berlim.

"Rever todas essas imagens é como se o tempo nunca tivesse passado. A fotografia permite que você segure o passado em suas mãos, o passado imaginário", diz Linn.

Ausstellung As if it is as it is of Fotografien von Judy Linn Autorama 1973 EINSCHRÄNKUNG

Linn transformava momentos banais em arte

Coisas e lugares

A exposição também inclui uma série de fotografias feitas nos arredores de Detroit entre 1972 e 1973, quando Linn trabalhou para um jornal local. Nessa série, a artista expande a percepção para além de seu mundo privado e mostra um outro lado dos Estados Unidos. A artista voltou sua câmera para a interação entre as pessoas.

A série Things (Art/artifacts 1969-2012) mostra a maneira como, durante toda sua carreira, Linn tentou dar um significado especial às banalidades cotidianas de uma maneira natural.

Judy Linn – As if it is as it is of está em cartaz na Haus am Kleistpark em Berlim até o dia 15 de março.

Leia mais