1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Joseph Blatter é reeleito presidente da Fifa

Apesar das recentes acusações de abuso de poder e corrupção, Blatter conseguiu se reeleger na presidência da Fifa com maioria absoluta de votos.

default

Joseph Blatter comemora sua reeleição em Seul

A vitória de Joseph Blatter na eleição realizada nesta quarta-feira em Seul, durante o 53º congresso da Federação Internacional de Futebol, não foi nenhuma surpresa. O suíço de 66 anos conseguiu derrotar seu adversário, Issa Hayatou, da República dos Camarões, ainda no primeiro turno da votação para a presidência da Fifa.

Dos 195 eleitores, 139 votaram em Blatter enquanto apenas 56 manifestaram o desejo de ver o presidente da Confederação Africana de Futebol, CAF, ocupando o cargo máximo da Fifa. "Este é um grande momento. Não tanto pelo resultado em si, mas principalmente pela confiança depositada em minha pessoa", avaliou Blatter, que está no cargo desde 1998 e continuará por mais quatro anos.

Seu comentário foi uma resposta indireta aos opositores, que o acusam de suborno e abuso de poder. Membros do comitê executivo da Fifa, entre eles o presidente da UEFA, Lennart Johansson, suspeitam que Blatter tenha cometido graves irregularidades durante sua gestão. Por isso, foi formada uma comissão interna de inquérito para investigar as denúncias.

Tal comissão, entretanto, foi suspensa por Blatter sob a alegação de quebra de confiança. Desde então, as investigações estão paradas e as desavenças continuam dificultando a harmonia entre os membros da Fifa.

Reconciliação - Após a reeleição, Blatter manifestou o desejo de acabar com o clima de discórdia: "Vamos esquecer o que aconteceu nos últimos meses. Temos que trazer de volta a paz para o mundo do futebol."

Pelo visto, tal apelo não surtirá efeito imediato. Em seu discurso de saudação, o vice-presidente da Fifa, Chung Mong-Joon, afirmou que a entidade está atravessando uma grave crise e precisa recuperar com urgência sua honra. Ele também acusou Blatter de ferir as regras democráticas ao suspender a comissão de investigação.

Renovação - O principal concorrente de Blatter nesta eleição, o camaronês Issa Hayatou, convocou os membros da Fifa a pensarem em renovação. "Daqui a dois anos a Fifa comemora seu centenário. Este será o momento ideal para uma mudança de ares e forças. Nossa organização está em perigo. Precisamos resgatar a integridade e a estabilidade da instituição."