1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Jornal do Partido Comunista chinês critica protestos em Hong Kong

Publicação do órgão central do PC chinês afirma que manifestações incitam "hostilidade" e atentam contra democracia. Periódico deixa transparecer opinião de Pequim sobre protestos, na ausência de uma declaração oficial.

Os manifestantes que ocupam as ruas do centro de Hong Kong há mais de uma semana incitam a "hostilidade" dentro da sociedade local e vão contra a democracia, escreve neste domingo (05/10) o Diário do Povo, jornal do órgão central do Partido Comunista chinês.

"O movimento ilegal 'Occupy Central', liderado, de forma inconsequente, por algumas pessoas guiadas pelo seu individualismo, despreza a maioria da opinião pública e vai contra a democracia e a autoridade da lei", afirma o editorial. O periódico também acusa as manifestações de "arruinarem" a imagem de Hong Kong como importante centro financeiro internacional.

Segundo o texto, o movimento "incita as oposições sociais e destrói os pontos de concordância entre os diversos grupos da sociedade, o que resulta num grave clima hostil".

Na ausência de uma declaração oficial dos dirigentes de Pequim sobre as manifestações em Hong Kong, o jornal estatal tem servido para dar a "linha" do partido sobre a atual campanha de desobediência civil.

Os manifestantes contestam a recusa de Pequim em garantir pleno sufrágio universal na região administrativa especial chinesa nas eleições para o chefe do Executivo local.

MD/lusa/afp

Leia mais