1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Jordânia desmantela célula da Al Qaeda e frustra atentados

Autoridades jordanianas anunciaram a prisão de 11 suspeitos, supostamente ligados à rede terrorista Al-Qaeda, que planejavam ataques a bomba em shopping centers e bairros de diplomatas ocidentais no país.

De acordo com o comunicado do Departamento Geral de Inteligência da Jordânia, os homens, presos neste domingo (21/10), têm ligações com a Al Qaeda no Iraque e começaram a planejar os ataques em junho deste ano, quando receberam explosivos e outras armas da Síria.

O ministro da Informação, Samih al Maaytah, disse que os envolvidos são jordanianos e encontram-se sob custódia da polícia. "Os prisioneiros atravessaram a fronteira e foram pegos em flagrante", declarou. O ministro acrescentou que foram confiscadas armas e mapas que indicavam os locais dos futuros ataques.

O grupo tinha como alvo dois dos principais shopping centers na capital, Amman, e planejava uma série de ataques no bairro Abdoun – onde estão localizadas muitas embaixadas ocidentais, entre elas a dos Estados Unidos.

Embora haja suspeitas de colaboração do regime sírio com os militantes presos, Maaytah disse que a descoberta dos planos terroristas não afeta as relações da Jordânia com Damasco. "Estamos tratando este assunto como uma questão de segurança nacional, que não tem ligação com a crise na Síria ou com o afluxo de regugiados sírios."

A Jordânia é um aliado-chave dos Estados Unidos no Oriente Médio e sofreu um atentado terrorista em 2005, quando 60 pessoas foram mortas em um ataque suicida a hoteis de luxo em Amman.

RO/ dpa/ afp/ rtr
Revisão: Francis França

Leia mais