1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Copa do Mundo

Jogadores pedem desculpas, e Felipão diz: "O responsável fui eu"

Chorando, David Luiz lamenta chance de fazer "o povo sorrir", e Júlio César afirma que preferiria que partida terminasse 1 a 0 com erro seu. Técnico também se desculpa pelo vexame histórico.

Descrita como vexame histórico, humilhação e vergonha pela imprensa brasileira, a goleada alemã de 7 a 1 no Mineirão foi seguida de pedidos de desculpas por jogadores, como David Luiz e Júlio César, e do técnico Luiz Felipe Scolari.

"Peço desculpas pelo resultado negativo, vamos continuar trabalhando e honrando aquilo que é a nossa equipe, jogando pelo terceiro lugar em Brasília", afirmou Felipão. "Mas quem é o responsável? Quem é colocado como técnico, quem é responsável pelas escolhas? Sou eu, então pronto. O responsável sou eu. A escolha da parte tática é minha. O responsável fui eu", afirmou.

No mesmo tom reagiu, ainda no gramado, David Luiz, capitão na derrota desta terça-feira (08/07): "Eles foram melhores, se preparam melhor, fizeram melhor. Tomamos quatro gols em seis minutos, é um dia de muita tristeza e muito aprendizado também para a vida."

Fußball WM 2014 Halbfinale Deutschland Brasilien Tor

Júlio César sofre o sexto gol alemão

Aos prantos, o zagueiro reforçou ainda o coro de desculpas à torcida brasileira: "Eu só queria poder dar alegria ao meu povo, minha gente que sofre tanto, infelizmente não conseguimos. Desculpa a todo mundo, a todos os brasileiros, só queria ver meu povo sorrir."

Um dos remanescentes da eliminação de 2010 e um dos mais criticados na África do Sul, o goleiro Júlio César usou o Mundial de quatro anos atrás para falar da derrota. Como Felipão e David Luiz, ele também exaltou o futebol alemão.

"Eu troco minha falha que carreguei por quatro anos pelo jogo de hoje, queria que terminasse 1 a 0 com erro meu do que 7 a 1", afirmou o goleiro. "Explicar o inexplicável é muito complicado. Temos que reconhecer o grande futebol alemão. Acho que o povo brasileiro está de parabéns, por todo apoio que nos deu até aqui. Com certeza, os jogadores vão falar, agradecer, vão se desculpar, mas eles foram muito fortes."

A vitória alemã representou a primeira derrota de Felipão à frente da Seleção, e a maior já sofrida pelo Brasil em sua história centenária – a anterior fora para o Uruguai, por 6 a 0 na Copa América de 1920.

A seleção brasileira volta a campo no próximo sábado, em Brasília, onde enfrentará quem perder no confronto entre Argentina e Holanda.

Leia mais