1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Futebol

Jogadores e imprensa não escondem euforia com final alemã em Wembley

Jornais alemães exaltam atuação de gala do Bayern contra o Barcelona e falam em início de uma nova era no futebol. Na Espanha, mídia lamenta ausência de Messi e cobra mudanças no time catalão.

A final dos sonhos para muitos torcedores alemães já tem data e local marcados. Bayern de Munique e Borussia Dortmund vão se enfrentar no tradicional estádio de Wembley, em Londres, no dia 25 de maio, e jogadores, torcida e imprensa não escondem a euforia.

Após a consagradora vitória por 3 a 0 sobre o Barcelona em plena capital catalã, o Bayern de Munique tem muito o que comemorar. Os gols marcados por Arjen Robben, Thomas Müller, somados ao gol contra de Gerard Piqué, consolidaram o favoritismo do Bayern após a goleada por 4 a 0 na primeira partida da semifinal em Munique.

A temporada do Bayern continua, assim, impecável. A equipe se sagrou campeã alemã com seis rodadas de antecedência; está na final da Copa da Alemanha – a ser disputada no dia 1º de junho contra o Stuttgart – e acaba de se classificar para a final da Copa dos Campeões da Europa.

O técnico do Bayern, Jupp Heynckes (dir.), conversa com Franck Ribery durante a partida no Camp Nou.

O técnico do Bayern, Jupp Heynckes (dir.), conversa com Franck Ribery durante a partida no Camp Nou

Tudo isso, no último ano de atividade profissional do técnico Jupp Heynckes, que já anunciou sua aposentadoria ao final da temporada. "No dia 8 de maio eu completarei 68 anos de idade e 50 de futebol, como jogador e treinador", afirmou Jupp após a vitória em Barcelona. "Um dia você sente que já é suficiente."

Nas últimas semanas, Heynckes, que acumula recordes de conquistas ao longo de sua carreira, evitou falar sobre o futuro. Seu silêncio acabou por gerar especulações sobre o interesse de Real Madrid e Barcelona, além de outras equipes de ponta da Europa, em sua contratação. Mas o veterano técnico está decidido a sair de cena ainda no auge.

Caso Jupp venha a sagrar-se campeão europeu contra o Borussia e vença também o Stuttgart na final da Copa da Alemanha, Heyckes terminará a carreira com a "tríplice coroa" – a conquista dos três títulos mais importantes que uma equipe alemã pode almejar em uma mesma temporada.

Otimismo bávaro

O presidente do conselho administrativo do Bayern, Karl-Heinz Rummenigge, classificou como "histórica" a noite em Barcelona e ressaltou que a equipe de Jupp Heynckes poderá superar inclusive o excelente Bayern de Franz Beckenbauer e Gerd Müller dos anos 70, caso ganhe as duas próximas finais. "Estou convencido que vamos vencer", afirmou o ex-jogador.

O goleiro Manuel Neuer também demonstra satisfação com o desempenho da sua equipe. "Ninguém acreditava que marcaríamos sete vezes em dois jogos contra o Barcelona, e isso tudo sem sofrer nenhum gol", exaltou o camisa 1 do Bayern.

"Para o nosso país, é maravilhoso que os dois melhores times da Europa sejam alemães", declarou o capitão do Bayern, Phillip Lahm. "Queremos agora a tríplice coroa!"

Após as derrotas nas finais da Liga dos Campeões em 2010 e 2012, o atacante Thomas Müller vê uma grande oportunidade de levar o troféu para Munique. "Não vamos deixar que nos parem", afirmou, ao mesmo tempo em que pregava o respeito à equipe de Dortmund.

"Fim de uma era"

O site da revista alemã Der Spiegel perguntou em sua manchete: "Quem poderá bater esse Bayern de Munique?" A Spiegel também destacou a desilusão da torcida do Barcelona ao deixar o estádio Camp Nou, enquanto a torcida do Bayern entoava o canto de "contra o Bayern só se pode perder".

Jogadores do Borússia Dortmund comemoram a classificação para a final, após disputa contra o Real Madrid.

Jogadores do Borussia Dortmund comemoram a classificação para a final, após disputa contra o Real Madrid

Já o site do semanário Die Zeit ressaltou que a vitória veio com uma "facilidade desconcertante" e que esse jogo pode marcar tanto o final de uma era quanto o início de outra. Segundo o Zeit, a torcida do Bayern, em minoria nas arquibancadas, deu o tom no estádio, cantando incessantemente e fazendo a estrutura do Camp Nou vibrar quando saíam os gols.

O site alemão de esportes Kicker falou em "demonstração de força" e destacou o merecimento da vitória pela equipe bávara. A revista semanal Stern foi mais além, dando como manchete a "noite de gala" em Barcelona, e decretando o "fim do ciclo" da equipe catalã.

Segundo o artigo publicado no site da revista, o Bayern provou que o estilo do Barcelona, de posse total de bola, estaria superado, e que "nunca na história da Liga dos Campeões um time conquistou de maneira tão clara um vaga na final", referindo-se ao placar total de 7 a 0 para os alemães.

O jornal Süddeutsche Zeitung afirmou, por sua vez, que o Bayern de Munique "desmantelou com elegância" o Barcelona para chegar à final contra o Borussia.

"Atropelado por um ciclone".

Na Espanha, o jornal esportivo Marca destacou a "fome de glória" do Bayern e, em sua manchete, disse: "Atropelado por um ciclone". O jogo, afirma o diário, deve servir de lição para que a equipe catalã se reinvente para as próximas temporadas.

O Mundo Deportivo ressaltou que a ausência de Lionel Messi em campo foi um "tremendo golpe para as aspirações do Barça e para os mais de 95 mil espectadores" no Camp Nou.

O artigo cita uma observação de Diego Armando Maradona, que teria afirmado: "Se o Barcelona for capaz de virar o resultado contra o Bayern, sem Messi em campo, eu viro brasileiro."