Jogadores alemães lamentam, mas destacam qualidade do grupo | Fique informado sobre tudo o que acontece na Copa do Mundo | DW | 05.07.2006
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Copa do Mundo

Jogadores alemães lamentam, mas destacam qualidade do grupo

Com lágrimas nos olhos e sem entender o que aconteceu, jogadores alemães e o técnico da seleção reconheceram que foi merecida a vitória da Itália, na semifinal. A partida acabou em 2 a 0 com gols marcados na prorrogação.

default

Ballack reconheceu que vitória italiana foi justa, mas não conteve as lágrimas

"É duro perder a poucos minutos do final. Quando tomamos o primeiro gol, ninguém pensou que viria o segundo. Estávamos muito bem fisicamente, é realmente duro perder assim", declarou Philipp Lahm, após a partida na noite de terça-feira (04/07) em Dortmund. "Estamos muito decepcionados. Jogamos uma semifinal contra a Itália com prorrogação, tudo aconteceu de uma vez só. Foi uma grande decepção. A meta era chegar à final", afirmou.

O atacante Miroslav Klose disse que houve muito equilíbrio no jogo. "Podemos estar orgulhosos desta equipe, porque há muitos jogadores jovens", disse o até agora artilheiro do Mundial, com cinco gols. Ao falar sobre a possibilidade de a seleção alemã vencer a disputa do terceiro lugar, que acontece no sábado, Klose comentou que a equipe está motivada para a partida.

O meio-campista Michael Ballack, capitão da seleção alemã, reconheceu, à beira das lágrimas, que a vitória da Itália contra a Alemanha nas semifinais foi merecida. O meia lembrou a jogada do primeiro gol da Itália, afirmando que o passe de Andrea Pirlo para Fabio Grosso foi o momento que decidiu o jogo. "O passe de Pirlo foi decisivo. Não pudemos evitá-lo", disse Ballack. "É duro perder tão perto do fim", completou.

O ídolo alemão Franz Beckenbauer, presidente do Comitê Organizador do Mundial, disse que a Itália merece estar na final da competição. Ele lamentou a derrota da seleção alemã, mas afirmou que este foi um dos melhores jogos disputados até agora na Copa. Elogiando a atuação da seleção de seu país, disse esperar que o técnico Jürgen Klinsmann permaneça no cargo, "porque os jogadores confiam nele".

Orgulho do povo e futuro incerto

Klinsmann felicitou seus jogadores após a derrota. "Naturalmente, perder depois de quase 120 minutos provoca um grande desapontamento. Mas os jogadores merecem nossos elogios por tudo que alcançaram, pelo caráter mostrado e pela garra exibida", afirmou.

Para o treinador, a campanha da seleção alemã na Copa do Mundo serviu para resgatar o orgulho do povo. "A Copa foi um grande sucesso para o nosso país, mostrou uma nova face da Alemanha para o mundo. O país está orgulhoso e temos muitas boas recordações para levar para casa", declarou.

Klinsmann parabenizou os italianos, desejou-lhes boa sorte na final e lembrou da decisão do terceiro lugar no próximo sábado. "Ainda não terminou, temos um jogo a ser disputado", afirmou. A Alemanha espera pelo perdedor do duelo entre Portugal e França, que se enfrentam nesta quarta-feira.

Questionado a respeito de seu futuro no comando da seleção alemã, o treinador preferiu não traçar novos planos neste momento. "O que vai acontecer comigo não importa. Vou digerir essa Copa e conversar com a minha família", declarou. O contrato do técnico acaba neste mês de julho. "Falarei com minha esposa na próxima semana, os dois últimos anos foram intensos", acrescentou.

Leia mais