1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Jihadistas derrubam avião e fazem piloto refém na Síria

Exército da Jordânia confirma que piloto, de 27 anos, está nas mãos do "Estado Islâmico". Militar participava dos bombardeios da coalizão internacional contra o principal bastião da milícia no norte da Síria.

default

Combatentes do EI fazem jordaniano como refém

O Exército da Jordânia confirmou nesta quarta-feira (24/12) que extremistas do "Estado Islâmico" (EI) derrubaram um avião do país e capturaram um piloto jordaniano. O militar teve que pousar com a aeronave nas proximidades da cidade de Raqqa, no norte da Síria, onde logo depois se tornou refém.

O piloto participava dos bombardeios da coalizão internacional realizados no principal bastião do EI na Síria. Os jihadistas publicaram na internet fotos que mostram um prisioneiro cercado de homens armados. Ele escreveram, ainda, que derrubaram o avião do jordaniano e mostraram a identificação militar do refém, segundo a qual se trata de um tenente de 27 anos.

"A Jordânia responsabiliza o grupo e seus partidários pela segurança do piloto e sua vida", afirmou um comunicado do Exército lido pela televisão estatal. Não houve confirmação pelos militares do país se o avião foi realmente derrubado, mas foi explicado que a queda aconteceu durante uma "missão militar [da Força Aérea Jordaniana] contra os esconderijos do grupo terrorista".

Os ataques na Síria realizados por EUA, Jordânia, Emirados Árabes, Arábia Saudita e Bahrein ocorrem desde setembro e já mataram mais de mil combatentes do EI. No Iraque, uma coalizão formada por Austrália, Bélgica, Reino Unido, Canadá, Dinamarca, França, Holanda e EUA também fazem ataques aéreos contra o grupo jihadista.

FC/rtr/dpa/afp/ap

Leia mais