1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Jihad Islâmica reivindica planejamento de atentados na Alemanha

O grupo de origem uzbeque União da Jihad Islâmica (UJI) assumiu o planejamento dos atentados frustrados na semana passada, na Alemanha. Entre outros, os atentados deveriam atingir base aérea norte-americana de Ramstein.

default

União da Jihad Islâmica originou-se de grupo terrorista do Uzbequistão

Uma semana após a prisão de três suspeitos de terrorismo na Alemanha, a União da Jihad Islâmica assumiu, pela internet, o planejamento dos atentados frustrados na semana passada, divulgou o Ministério Alemão do Interior, na noite de terça-feira (11/09), em Berlim.

Segundo informações do ministério, os atentados estariam planejados para fins de 2007 e se direcionariam contra a base militar norte-americana de Ramstein, no estado da Renânia-Palatinado, como também contra instalações consulares norte-americanas e uzbeques na Alemanha.

"Perigo duradouro"

Deutschland Bundeswehr Flugzeuge in Usbekistan

Termez apóia atuação alemã no Afeganistão

"A declaração menciona a base aérea em Termez, no Uzbequistão, utilizada pela Alemanha como ponto de apoio", explica o ministério, acrescentando que "através dos atentados, a UJI queria forçar seu fechamento".

O Centro de Internet dos Órgãos Federais de Segurança (GIZ) da Alemanha considera autêntica a declaração. "A declaração da UJI combina com os fatos até agora conhecidos pelas autoridades de perseguição criminal".

As prisões da semana passada teriam afastado o perigo concreto, a auto-incriminação, no entanto, apontaria para um perigo duradouro proveniente do terrorismo islâmico.

Na terça-feira da semana passada, a polícia prendeu três homens na região de Sauerland, por causa de sua filiação à organização terrorista UJI e pelo planejamento de atentados a bomba na Alemanha. Os acusados são um turco de 28 anos e dois alemães convertidos ao islamismo, de 28 e 21 anos de idade.

Investigações sobre sete cúmplices

A Procuradoria Geral da República investiga ainda sete possíveis cúmplices. Segundo a emissora SWR, um outro suspeito de terrorismo, proveniente de Ulm, está sendo investigado. Trata-se de um turco-alemão de 22 anos, que se encontra no momento na Turquia. A SWR afirma que o acusado nega as acusações. A Procuradoria Geral da República não quis comentar a reportagem.

O Departamento Federal de Investigações (BKA) informou que os três acusados haviam providenciado uma grande quantidade de material químico para construção de bombas. No decorrer das investigações, mais de 30 imóveis foram vasculhados em vários estados.

"Aproximação com o Al-Qaida"

US-Luftwaffen-Zentrale wird in Ramstein errichtet

Ramstein é base da Otan

Segundo dados da procuradora-geral da República, Monika Harms, o grupo terrorista uzbesque teve origem no Movimento Islâmico do Uzbequistão, que assumiu a responsabilidade pelos atentados suicidas de 2004, na capital Tashkent. Wolfgang Schäuble, ministro alemão do Interior, declarou que observações dos serviços secretos apontam para uma "aproximação da UJI com a Al Qaeda, nos últimos anos".

O ponto de apoio de abastecimento Termez, cujo fechamento é almejado pela UJI, apóia a atuação das Forças Armadas Alemãs no Afeganistão. Cerca de 300 soldados estão aí estacionados.

A base aérea de Ramstein é o quartel-general da Força Aérea Norte-Americana na Europa. Ramstein é base de transporte de tropas para regiões de guerra, vôos de evacuação e organização de pontes aéreas. Segundo o Pentágono, estão estacionados 20 mil homens na Ramstein Air Base, que funciona, ao mesmo tempo, como instalação da Otan.(stu/ca)

Leia mais