1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Jean-Marie Le Pen é suspenso da Frente Nacional

Fundador do partido de extrema-direita ignora audiência disciplinar e tem filiação revogada devido a comentários antissemitas. Em resposta, pede que a filha Marine, atual líder da legenda, deixe de usar seu sobrenome.

default

Jean-Marie Le Pen e a filha Marine durante o tributo à Joana d'Arc nas festividades de primeiro de maio, em Paris

O fundador do partido francês de extrema-direta Frente Nacional (FN), Jean-Marie Le Pen, foi suspenso da legenda nesta segunda-feira (04/05). O presidente de honra do partido se recusou a participar de uma reunião do conselho executivo, que havia sido convocada para decidir qual seria a sanção imposta a

Le Pen devido a declarações antissemitas

.

Antes da decisão, uma reunião mais ampla do partido declarou que "desaprova os comentários feitos e reiterados por Jean-Marie Le Pen", confirmando o apoio inabalável à sua filha Marine, que lidera o partido desde 2011.

Mais tarde, o conselho executivo votou pela suspensão da filiação de Jean-Marie à legenda e realizará uma nova reunião em três meses para decidir se o fundador da FN deve também perder o título de presidente honorário.

Jean-Marie Le Pen, que passou quatro décadas moldando o partido nacionalista na França, fez comentários no passado minimizando a importância do Holocausto e louvando Philippe Pétain, líder francês nos tempos da guerra que colaborou com os nazistas.

De acordo com publicação do conglomerado francês de comunicação RFI, Jean-Marie Le Pen afirmou em entrevista à rádio francesa Europe 1 que a decisão do conselho "é uma traição", que ele foi "atacado pelas costas" e pediu que a filha, Marine Le Pen, não utilize mais seu sobrenome.

No domingo, Marine Le Pen afirmou que "Jean-Marie Le Pen não deve mais falar em nome da Frente Nacional, pois seus comentários são contrários à linha do partido".

Desde que assumiu as rédeas da legenda, Marine Le Pen tem trabalhado para transformar o partido numa alternativa política às legendas estabelecidas, alcançando vitórias consideráveis em eleições locais e regionais nos últimos anos. O próximo passo da Frente Nacional é a campanha presidencial em 2017.

PV/ap/afp/ots

Leia mais