Japão derrota os EUA e ganha a Copa feminina na Alemanha | Fique informado sobre tudo o que acontece na Copa do Mundo | DW | 17.07.2011
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Copa do Mundo

Japão derrota os EUA e ganha a Copa feminina na Alemanha

Após o empate de 2 a 2 na prorrogação, as japonesas derrotam os Estados Unidos nos pênaltis por 3 a 1 e pela primeira vez em sua história o Japão sagra-se campeão mundial de futebol feminino.

default

Homare Sawa, ao centro, comemora o gol do empate em 2 a 2

Com muita garra e equilíbrio emocional, a seleção japonesa de futebol feminino derrotou as favoritas norte-americanas neste domingo (17/07), em Frankfurt, e venceu pela primeira vez uma Copa do Mundo de futebol feminino, após estarem duas vezes atrás no placar. A partida terminou em 1 a 1 no tempo regulamentar, em 2 a 2 na prorrogação e acabou em 3 a 1 para o Japão nos pênaltis.

A seleção treinada por Norio Sasaki já havia causado sensação ao eliminar as favoritas alemãs nas quartas de final. Em jogo rápido e de muita pressão de ambos os lados, as norte-americanas desperdiçaram várias chances de gol no início do primeiro tempo.

O primeiro lance de perigo para o Japão aconteceu aos 28min da primeira etapa, quando Abby Wambach chutou no travessão. Dois minutos mais tarde foi a hora das japonesas, quando Shinobu Ohno chutou nos braços da goleira Hope Solo.

Gols só no segundo tempo

Para compensar a forte presença física das norte-americanas, as japonesas tentaram pressionar com seu jogo técnico, de passes curtos. O placar foi aberto pela norte-americana Alex Morgan, aos 24min da segunda etapa. Doze minutos depois veio a resposta do Japão. Uma falta de coordenação entre Buehler e Krieger na área deixou a bola nos pés de Aya Miyama, que marcou o 1 a 1.

Frauen-Fußball-WM Japan USA FINALE Flash-Galerie Abby Wambach TOR

Abby Wambach (20), de cabeça, marcou o 2 a 1 para os EUA



Na prorrogação, a velocidade não diminuiu. As norte-americanas, dominantes, continuaram com suas jogadas perigosas, como uma protagonizada por Wambach e duas por Morgan. As japonesas, por seu lado, se defendiam e tentavam aproveitar os deslizes com contra-ataques de velocidade.

Aos 14min da prorrogação, os 48,8 mil espectadores do estádio lotado assistiram ao gol de Abby Wambach, que abriu vantagem para os Estados Unidos. Mas aos 12min da segunda etapa da prorrogação Homare Sawa, melhor jogadora e artilheira do campeonato com cinco gols em seis jogos, forçou a decisão pelos pênaltis.

Decisão por pênaltis

Pouco antes do apito final, a japonesa Azusa Iwashimizu recebeu cartão vermelho por derrubar Wambach com um carrinho quase na frente do gol.

Na hora dos pênaltis, as norte-americanas perderam os nervos. Das campeãs mundiais de 1991 e 1999, apenas Wambach conseguiu converter. Pelo Japão, Miyama, Sakaguchi e Kumagai marcaram, enquanto a goleira Hope Solo defendeu a cobrança de Nagasato. Resultado: 3 a 1 para as japonesas, que também levaram o troféu fair play.

RW/sid/dpa
Revisão: Alexandre Schossler

Leia mais