1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Copa do Mundo

Itália joga para evitar confronto com o Brasil nas oitavas

Empate basta para os italianos se classificarem, mas equipe partirá em busca da vitória sobre a República Tcheca pensando em evitar o confronto com o Brasil na próxima fase da Copa do Mundo.

default

Totti (de azul), esperança italiana de gols

A seleção da Itália enfrentará a equipe da República Tcheca nesta quinta-feira (22/06), em Hamburgo, disposta a tirar o Brasil do seu caminho. Caso vençam, os italianos ficariam em primeiro lugar no Grupo E e jogariam com o segundo colocado do grupo F, liderado pela seleção brasileira.

Após a vitória sobre Gana (2 x 0) e a decepcionante apresentação diante dos EUA (1 x 1), a Itália necessita de ao menos um ponto para garantir seu prosseguimento na competição. O empate basta para os italianos se classificarem. Mas, neste caso, a colocação na chave dependeria do resultado do jogo entre Gana e EUA. "Queremos jogar para a frente, para ganhar. O primeiro lugar no grupo seria muito importante", disse o técnico Marcelo Lippi, que segundo o jornal italiano Corriere della Sera deixará o cargo após a Copa, mesmo que a Itália se torne campeã.

Já os tchecos estão mais preocupados em ir às oitavas do que com a possibilidade de enfrentar o Brasil. "A situação é difícil e estamos sob pressão", afirmou o técnico Karel Brückner. Ele se refere à situação no grupo E, no qual as quatro seleções ainda têm chances de classificação.

Seu desempenho foi inconstante: à sensacional vitória contra os Estados Unidos, por 3 a 0, seguiu-se a derrota para Gana por 2 a 0.

Os tchecos não contarão com o defensor Ujfalusi e o atacante Lokvenc, suspensos devido ao segundo cartão amarelo. Já os artilheiros Jan Koller e Milan Baros, ainda não bem recuperados de lesão, estarão no banco de reservas, confirmou Brückner.

REPÚBLICA TCHECA x ITÁLIA

Data: 22/06/2006
Local: Estádio da Copa em Hamburgo
Horário: 16h (11h de Brasília)
Árbitro: Benito Archundia (México)
Auxiliares: José Ramirez (México) e Hector Vergara (Canadá)

Prováveis escalações

República Tcheca
Cech - Grygera, Jankulovski, Rozehnal e Jiranek - Galasek - Poborsky, Rosicky, Nedved e Polak
(Plasil) - Baros (Stajner)
Técnico: Karel Brückner

Itália
Buffon - Zambrotta, Nesta, Cannavaro e Zaccardo - Perrotta, Pirlo e Gattuso - Totti – Gilardino e Toni
Técnico: Marcelo Lippi

Leia mais