1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Itália faz megaoperação contra Al Qaeda

Grupo suspeito de ligações com organização terrorista tinha planos de atentados no Paquistão e no Afeganistão e considerou ato suicida na sede do Vaticano em 2010. Nove pessoas são detidas.

Suspeitos de terrorismo sob investigação na Itália estariam planejando um ataque suicida no Vaticano, afirmou nesta sexta-feira (24/04) o procurador encarregado de uma ampla operação contra células da Al Qaeda no país. O grupo visado na ação antiterrorismo tinha planos também para atentados no Paquistão e no Afeganistão.

O procurador-chefe de Cagliari (Sardenha), Mauro Mura, disse a jornalistas que os investigadores encontraram não só planos para ataques no Paquistão e no Afeganistão, mas também "indícios de preparativos para um possível atentado no Vaticano em março de 2010", durante a permanência na Itália de um suposto terrorista de origem paquistanesa.

Batidas policiais em toda a Itália tiveram como alvo 18 pessoas suspeitas de ter ligações com a rede terrorista Al Qaeda, segundo a polícia. Foram apreendidas também armas.

Os investigadores comunicaram que nove suspeitos foram presos, em batidas policiais realizadas em várias cidades do país – incluindo o suspeito líder espiritual do grupo.

Oito dos detidos são paquistaneses e um afegão, enquanto outros três estão foragidos, e o restante já deixou a Itália. Eles são acusados de atos terroristas no estrangeiro e de facilitação de imigração clandestina.

Um dos suspeitos é um imã radical de Bergamo, no norte da Itália. Há suspeita de que ele seria líder espiritual da quadrilha e que haveria coletado fundos, supostamente para motivos religiosos, entre paquistaneses e afegãos na Itália. Segundo os investigadores italianos, o grupo apoiava a "luta armada contra o Ocidente" e queria incitar um levante popular contra o governo paquistanês.

MD/rtr/efe

Leia mais