1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Copa do Mundo

Itália esquece problemas e estréia com vitória

"Azzurra" deixa crise de lado contra Gana, supera dificuldades e comprova que tem força para brigar pelo título mundial. Decisão do grupo E deve ficar para o duelo com a República Tcheca.

default

Iaquinta vibra ao marcar gol

A Itália conseguiu "exorcizar" os seus fantasmas na noite desta segunda-feira (12/6) em Hannover, contra Gana, e estreou com uma vitória por 2 a 0 na Copa do Mundo deixando claro que a decisão do grupo E deve ficar para o confronto com a República Tcheca.

Os tchecos venceram os Estados Unidos por 3 a 0. Mas a Itália estreou em grande estilo também. Diferente do que se esperava, mostrou força suficiente para brigar pelo título ao vencer uma equipe africana de grande potencial. A partida registrou a estréia da arbitragem brasileira com Carlos Eugênio Simon e os auxiliares Ednilson Corona e Aristeu Tavares.

Os italianos foram superiores em todos os momentos do jogo. Técnica, física e taticamente também. E o mais importante acabou sendo uma vitória convincente em um momento em que a equipe passa por problemas de contusões e ainda o escândalo de manipulação de resultados de seu campeonato nacional que reflete em atletas e no treinador Marcelo Lippi.

Gana deixou a desejar, e agora precisa vencer a República Tcheca para continuar sonhando com as oitavas-de-final da Copa. O jogo será no dia 17 em Colônia, mesmo dia em que italianos e norte-americanos se enfrentam em Kaiserslautern.

Totti, que sofreu grave lesão antes da Copa e chegou até a ser dúvida, fez uma grande partida. Titular, dominou o meio-campo italiano com jogadas criativas e até arriscou bons chutes a gol.

Mas foi Toni, apesar de não ter marcado, quem se destacou mais. O centroavante levou vantagem sobre a zaga ganense em todas as jogadas, e acertou o travessão de Kingston no primeiro tempo.

Pirlo, aos 39 minutos, recebeu passe na esquerda, ajeitou a bola para o meio e, de fora da área, chutou forte no canto do goleiro de Gana para abrir o placar. Iaquinta, que havia substituído Gilardino na etapa complementar, aproveitou um erro de Kuffour ao recuar a bola aos 37 minutos, driblou Kingston e ampliou para 2 a 0.

ITÁLIA 2 x 0 GANA

Itália

Buffon; Zaccardo, Nesta, Cannavaro e Grosso; Perrota, De Rossi, Pirlo e Totti (Camoranesi); Luca Toni (Del Piero) e Gilardino (Iaquinta)

Técnico: Marcello Lippi

Gana

Kingston; Paintsil, Kuffour, Pappoe (Illiasu) e John Mensah; Muntari, Essien, Appiah e Eric Addo; Gyan (Tachie-Mensah) e Amoah (Pimpong)

Técnico: Ratomir Dujkovic

Data: 12/6/2006 (Segunda-feira)

Local: Estádio da Copa em Hannover

Horário: 21h (16h de Brasília)

Árbitro: Carlos Eugênio Simon (Brasil)

Auxiliares: Ednilson Corona e Aristeu Tavares (ambos brasileiros)

Cartões amarelos: De Rossi, Camoranesi, Iaquinta (I); Gyan (G) Gols: Pirlo, aos 39min do primeiro tempo e Iaquinta, aos 37min o segundo tempo

Leia mais