1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Copa do Mundo

Itália e França têm tradição de jogos decisivos

A estatística fala a favor dos italianos: em 32 jogos contra os franceses, foram 17 vitórias, oito empates e sete derrotas. Mas, nas principais competições do futebol mundial, a vantagem é dos "bleus".

default

A lenda Giuseppe Meazza marcou seu gol no jogo entre as duas equipes na Copa 1938

Itália e França: duas das maiores potências do futebol mundial já se enfrentaram quatro vezes em Copas do Mundo, com duas vitórias para cada lado.

O último grande encontro entre as duas seleções foi na Eurocopa 2000, em Roterdã, vitória dos franceses com um gol de ouro de Trezeguet. Onze remanescentes daquela partida estão disputando a Copa 2006.

Veja a seguir um resumo dos principais confrontos entre Itália e França.

Quartas-de-final da Copa 1938, em Paris: 3 a 1

A Itália, que se sagraria bicampeã mundial em 1938, eliminou os donos da casa na primeira Copa do Mundo realizada na França. O gol francês no Stade de Colombes foi marcado por Oscar Heisserer. Silvio Piola, uma das estrelas do torneio, marcou duas vezes para a Itália. O outro gol foi de autoria do legendário Giuseppe Meazza, em cuja homenagem, em 1980, seria rebatizado o estádio de futebol de Milão. O técnico da Itália era Vittorio Pozzo, um jornalista.

Primeira fase da Copa 1978, em Mar del Plata: 2 a 1

O péssimo gramado do estádio do balneário argentino foi o palco para o mais rápido gol francês da história das Copas. Bernard Lacombe, de cabeça, escorou para o fundo do gol um cruzamento de Didier Six. O goleiro italiano era Dino Zoff. Com os gols de um atacante que quatro anos depois seria muito conhecido dos brasileiros, Paolo Rossi, e de Renato Zaccarelli, os italianos viraram o placar sobre o time comandado por Michel Platini. Foi a última vitória italiana sobre os franceses num grande torneio.

Oitavas-de-final da Copa 1986, na Cidade do México: 0 a 2

Os gols de Platini e Yannick Stopyra no Estádio Olímpico encerraram a série de resultados negativos dos franceses contra os italianos. A equipe do técnico Henri Michel, que tinha Platini, Tigana, Alain Giresse e Luis Fernandez, era muito forte para os comandados de Enzo Bearzot, entre eles Franco Baresi e Alessandro Altobelli. A França ainda superaria o Brasil nas quartas-de-final, mas seria eliminada pela Alemanha na semifinal.

Quartas-de-final da Copa 1998, em Paris: 3 a 4 nos pênaltis

O goleiro Fabien Barthéz, que entrará em campo neste domingo (09/06) para disputar a final da Copa 2006, foi o herói da partida disputada no Stade de France . Ele defendeu o chute de Luigi Di Biagio na decisão por pênaltis. Zinédine Zidane comandou a equipe tricolore contra o time que tinha em Roberto Baggio sua maior estrela. A França se sagrou campeã em 1998. Também participaram do jogo Fabio Cannavaro e Alessandro Del Pieri, pela Itália, e Barthéz, Zidane, Thuram, Henry e Trezeguet, pela França. Todos estarão neste domingo em Berlim, para a disputa final da Copa 2006.

Final da Eurocopa de 2000, em Roterdã: 1 a 2

O gol de ouro de Trezeguet, aos 13 minutos da prorrogação, criou um fato novo no estádio De Kuip : a França era a primeira equipe a deter os títulos de campeã do mundo e campeã européia. O técnico Roger Lemerre fez tudo certo ao colocar em campo Silvain Wiltord, Davud Trezeguet e Robert Pires. O trio teve participação nos dois gols franceses. Wiltord empatou o jogo nos acréscimos, e Trezeguet fez o gol da vitória após jogada de Pires. O gol italiano foi marcado por Delvecchio. A final em Berlim terá onze remanescentes desse jogo: Cannavaro, Nesta, Del Piero e Francesco Totti, na Itália, e Barthéz, Thuram, Vieira, Zidane, Henry, Wiltord e Trezeguet, na equipe da França.

Leia mais