1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Copa do Mundo

Itália derrota Austrália com gol de pênalti nos acréscimos

"Azzurra" é a quinta equipe a se classificar para as quartas-de-final da Copa 2006. Australianos não aproveitaram superioridade numérica em campo no segundo tempo e cometeram falta boba no final.

default

Totti (e) cobrou o pênalti que salvou a Itália

Com um jogador a menos no segundo tempo, a seleção da Itália sofreu, levou sorte e classificou-se para as quartas-de-final da Copa com um gol de pênalti cobrado por Totti, aos 50 minutos do segundo tempo.

Com a vitória em Kaiserslautern, nesta segunda-feira (26/06), a Azzurra conseguiu se vingar do técnico Guus Hiddink, responsável pela eliminação da equipe na Copa de 2002, quando comandava seleção da Coréia do Sul. Além disso, a Itália ampliou para 22 o número de partidas sem perder.

O primeiro confronto da história entre Itália e Austrália começou com os italianos jogando bastante recuados, deixando os australianos tocar a bola sem problemas até o meio-de-campo. Dali para frente, porém, a Austrália esbarrava na muralha azzurra , por onde não passavam sequer os chutes de longa de distância. Somente Viduka e Chipperfield levaram duas situações de perigo à meta guarnecida por Buffon.

A Itália, com mais controle do jogo na primeira etapa, parecia não ter outra receita para superar a defesa australiana do lançar bolas longas para Luca Toni. Ele e Gilardino tiveram boas oportunidades, mas não conseguiram abrir o placar.

Diante da pouca atratividade da partida, no final do primeiro tempo, a torcida "neutra" no Fritz-Walter-Stadion começou a cantar "Sem a Holanda, vamos a Berlim", numa referência à eliminação dos holandeses – arqui-rivais dos alemães – pelos portugueses, neste domingo em Nurembergue.

A partir dos seis minutos do segundo tempo, a Itália teve de jogar com dez homens em campo, depois que Materrazzi foi expulso por derrubar Bresciano na entrada da área. Os australianos passaram a dominar o jogo, criaram várias chances, mas não souberam aproveitar a superioridade numérica em campo para marcar gols.

Faltando dez segundos para o esgotamento dos três minutos de acréscimo, o lateral-esquerdo Grosso avançou pela esquerda, driblou um zagueiro, tentou passar por Neill, caiu na área e o árbitro espanhol Medina Cantalejo não vacilou em marcar o pênalti.

Totti cobrou, aos 50 minutos, sem chances para o goleiro Schwarzer. O adversário da Itália será o vencedor da partida Suíça x Ucrânia, que será disputada nesta segunda-feira em Colônia.

ITÁLIA 1 x 0 AUSTRÁLIA

Itália

Buffon; Zambrotta, Cannavaro, Materazzi, Grosso; Gattuso, Pirlo, Perrotta; Del Piero (Totti); Gilardino (Iaquinta), Toni (Barzagli)

Técnico : Marcello Lippi

Austrália

Schwarzer; Moore, Neill, Chipperfield; Culina, Grella, Wilkshire; Sterjovski (Aloisi), Cahill, Bresciano; Viduka.

Técnico : Guus Hiddink

Data : 26/06/2006 (Segunda-feira)

Local : Fritz-Walter-Stadion, em Kaiserslautern

Horário : 17h (12h de Brasília)

Árbitro : Medina Cantalejo (Espanha)

Auxiliares : Victoriano Carrasco e Pedro Hernandez (ambos espanhóis)

Cartões amarelos : Grosso (I), Zambrotta (I), Gattuso(I), Grella (A), Cahill (A), Wilkshire (A)
Cartão vermelho : Materazzi (I)
Gol : Totti (I), de pênalti, aos 50min do segundo tempo

Leia mais