1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Israel bombardeia comboio com armas na Síria

Informantes confirmam ataque aéreo na Síria perto da divisa com Líbano. Alvo seriam mísseis antiaéreos fornecidos para a milícia xiita do Hezbollah. Líbano nega o ataque.

A Força Área de Israel teria bombardeado na madrugada desta quarta-feira (30/01) um alvo ainda não confirmado na Síria. As informações são de autoridades de segurança da região. O ataque teria ocorrido em uma localidade do país sírio próxima à divisa com o Líbano. Segundo os informantes, o motivo do ataque, presumivelmente, seria interromper o fornecimento de armas à milícia do Hezbollah, no Líbano. Informações dão conta de que o comboio atacado estava transportando mísseis antiaéreos, conhecidos como míssil superfície-ar, do tipo SA-17, fabricados na Rússia.

Israel ostenta a preocupação de que armas químicas e outros equipamentos modernos de guerra, pertencentes à conturbada Síria, caiam nas mãos do grupo xiita no sul do Líbano. O ministro para o desenvolvimento regional de Israel, Silvan Schalom, declarou no domingo que Israel iria tomar as medidas cabíveis para evitar que isso acontecesse.

O Líbano negou o ataque israelense. A agência de notícias estatal NNA declarou que "a notícia sobre o ataque israelense na divisa entre Síria e Líbano são infundadas". Entretanto, a Força Aérea libanesa confirmou que "perto da meia-noite, jatos sobrevoaram em baixa altitude e um barulho como o do rompimento da barreira do som foi escutado".

Tropas da ONU no Líbano acentuaram que não têm conhecimento sobre o incidente, e o exército de Israel não quis comentar o ataque aéreo.

PV/ape/dpae/dpa
Revisão: Francis França

Leia mais