Irmão do atirador de Toulouse é acusado de cumplicidade | Notícias e análises internacionais mais importantes do dia | DW | 26.03.2012
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Irmão do atirador de Toulouse é acusado de cumplicidade

Abdelkader Merah está detido por suposto envolvimento nos atentados que causaram a morte de sete pessoas. Ele nega as acusações.

O irmão do assassino confesso de Toulouse foi acusado de cumplicidade nos crimes e de conspiração para a preparação de atos de terrorismo, informou a advogada dele neste domingo (25/03). Um juiz tomou esta decisão a pedido do Ministério Público, que abriu uma investigação judicial.

Abdelkader Merah, de 29 anos, nega qualquer envolvimento com a série de atentados que causou a morte de sete pessoas. Ele e a namorada haviam sido transferidos, no sábado, de Toulouse para a unidade antiterrorista em Paris. A namorada foi libertada no domingo. Abdelkader permanecerá detido enquanto durar o inquérito.

Segundo a advogada, Merah também nega ter dito que estava orgulhoso dos crimes do irmão. "Ele os condena com veemência", disse ela. "Ele espera não virar um bode expiatório." Os investigadores, porém, descrevem Abdelkamer Merah como um islamista de convicções fundamentalistas religiosas mais radicais do que Mohammed Merah, e acreditam que ele teria sido responsável em parte pela radicalização do irmão mais novo.

As autoridades também suspeitam que Abdelkader tenha ajudado o irmão a conseguir armas e financiado suas viagens ao Paquistão e Oriente Médio. Ele já era conhecido das autoridades por supostamente ter ajudado a inflitrar jihadistas no Iraque, em 2007.

AS/afp/lusa/ap/rtr
Revisão: Francis França

Leia mais