1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Irã recebe 32 bilhões de dólares em ativos bloqueados

Dinheiro estava congelado em bancos no exterior e é liberado com o fim das sanções ao país. Parte será investida em importação. Teerã anuncia parceria com a China em setor de energia nuclear.

default

Irã é um dos maiores produtores de petróleo do mundo

Com o fim das sanções, após a

entrada em vigor do tratado nuclear firmado entre Irã e as potências mundiais

, o país asiático receberá 32 bilhões de dólares em ativos que estavam congelados, anunciou nesta terça-feira (19/01) o banco central iraniano.

Os fundos congelados eram mantidos em bancos no exterior. De acordo com o presidente do banco central, Valiollah Seif, eles já foram desbloqueados e fez-se a transferência de alguns fundos que estavam no Japão e na Coreia do Sul para outros bancos na Alemanha e Emirados Árabes.

Seif explicou que os ativos serão mantidos "centralizados e em contas seguras" no exterior, podendo ser usado para comprar e importar mercadorias. Ele acrescentou que 28 bilhões de dólares irão para o banco central e 4 bilhões de dólares "serão transferidos para o tesouro nacional". Teerã espera que os passos para diminuir o isolamento incluam a readmissão de seus bancos no sistema de transações internacionais SWIFT, injetando novo vigor na economia nacional.

O presidente do Irã, Hassan Rohani, anunciou também nesta terça-feira que com o fim das sanções, o país deve redobrar os esforços para atrair investimentos estrangeiros e liberalizar a economia. "Atualmente os nossos maiores problemas são o desemprego e a recessão, a falta de uma economia em expansão e muitas deficiências estruturais e econômicas", ressaltou.

Petróleo e setor energético

Após 12 anos, as sanções contra o Irã foram removidas no último final de semana, eliminando, assim, um obstáculo enorme para um dos maiores produtores de petróleo do mundo.

Investidores de diversos países, incluindo a Alemanha, desejam entrar no mercado iraniano. No entanto a volta iraniana ao mercado internacional derrubou ainda mais o

preço do barril de petróleo

, que ficou abaixo de 30 dólares nesta segunda-feira.

Paralelamente às declarações de Rohani, noticiou-se que o país pretende construir duas novas usinas nucleares om ajuda da China. O diretor da Organização Iraniana de Energia Atômica, Ali Akbar Salehi, disse à agência estatal de notícias IRNA que os detalhes do acordo serão discutidos durante a visita ao país do presidente chinês, Xi Jinping, no fim de semana.

Salehi comentou que, além da China, também a Coreia do Sul, Japão, Rússia e alguns países europeus mostram interesse em cooperar com o Irã no setor de energia nuclear.

CN/afp/ap/dpa

Leia mais