1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Irã anuncia "avanços significativos" na negociação sobre programa nuclear

Após uma maratona de reuniões madrugada adentro, conversas continuam, apesar de prazo para entendimento ter expirado na terça-feira. França fiz que reta final é a mais complicada.

default

Secretário de Estado dos EUA, John Kerry, em Lausanne: reuniões através da madrugada

O Irã anunciou "avanços significativos" nas negociações sobre o programa nuclear de Teerã, que já entram em seu oitavo dia em Lausanne, na Suíça. Após uma maratona de reuniões madrugada adentro, as conversas continuam na manhã desta quinta-feira (02/04), depois de uma pausa de três horas para descanso.

"Fizemos avanços significativos. Entretanto, ainda não chegamos a um resultado final", ressaltou o ministro iraniano do Exterior, Mohammad Javad Zarif. "O que esperamos fazer (nesta quinta-feira) é estabelecer os parâmetros para os assuntos que devem ser resolvidos, para podermos redigir um plano de ação global daqui a quase três meses, que será o produto final", explicou.

Além do secretário de Estado americano, John Kerry, o ministro do Exterior alemão, Frank-Walter Steinmeier, anunciou que continuaria tentando um acordo na cidade, pelo menos até esta quinta-feira, apesar da expiração, dois dias antes, do prazo determinado para um entendimento.

"Últimos metros são mais difíceis"

"Estamos a poucos metros de distância da linha de chegada, mas os últimos metros são sempre os mais difíceis", ressaltou o ministro do Exterior da França, Laurent Fabius, que voltou a Lausanne na madrugada desta quinta-feira. Ele havia deixado o local, para participar da reunião de gabinete do governo francês em Paris.

Representantes das cinco potências com poder de veto na ONU (EUA, China, Rússia, Reino Unido, França), mais a Alemanha, negociam com o Irã há dias em Lausanne.

Kerry e Zarif estão negociando desde a última quinta-feira. Os ministros do Exterior das outras potências se juntaram às conversações no fim de semana, embora os ministros do Exterior de Rússia, Serguei Lavrov, e China, Wang Yi, já tenham deixado a Suíça.

Caso uma solução seja alcançada, especialistas devem trabalhar até dia 30 de junho nos detalhes para um tratado final.

Prazo venceu na terça

O prazo estipulado pelos próprios negociadores para o encontro de um ponto comum expirou na terça-feira à meia-noite.

Um acordo deve permitir o uso civil da energia nuclear pelo Irã e impedir que o país desenvolva uma bomba atômica. Um dos assuntos mais controversos é a suspensão das sanções econômicas contra Teerã. Um acordo formal deve ser assinado até o final de junho.

Segundo os Estados Unidos, o resultado das negociações sobre o programa nuclear do Irã depende exclusivamente de Teerã. O porta-voz do governo americano Josh Earnest afirmou que a República Islâmica deve aceitar as decisões tomadas pela comunidade internacional.

MD/rtr/dpa/afp/efe

Leia mais