1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Investigações indicam falha humana em colisão de trens

Fonte "confiável" afirma a agência de notícias que primeiras conclusões apontam para falha humana como responsável por tragédia que matou ao menos dez pessoas no sul da Alemanha.

Investigações preliminares indicam que uma falha humana causou a colisão entre dois trens perto de Bad Aibling, no sul da Alemanha, nesta terça-feira (09/02), noticiou a agência de notícias DPA, citando uma fonte anônima "confiável". Ao menos dez pessoas morreram e cerca de 80 ficaram feridas na tragédia.

A agência disse que a mesma pessoa não revelou mais detalhes sobre o andamento das investigações. Além disso, a DPA ainda não teria informações sobre quem seria o responsável pelo pior desastre ferroviário da Baviera em mais de 40 anos.

De acordo com a RedaktionsNetzwerk Deutschland – redação central do grupo mediático Madsack, com mais de 30 jornais diários –, fontes ligadas às investigações teriam apontado uma decisão equivocada de um regulador ferroviário como a aparente causa da tragédia. O funcionário é responsável por garantir viagens seguras e pontuais num determinado trecho de uma ferrovia.

O regulador teria excepcionalmente desativado o sistema de sinalização automática para permitir "quase que manualmente" a passagem de um dos dois trens, que estava atrasado. O trem que vinha no sentido contrário também teria recebido luz verde, segundo a RedaktionsNetzwerk Deutschland.

Um porta-voz da polícia local não quis comentar a possibilidade de falha humana à agência de notícias AFP. Ele afirmou que as investigações ainda levariam muito tempo e que os trabalhos "acabaram de começar".

Em entrevista coletiva de imprensa na tarde desta terça-feira, autoridades haviam evitado especulações, afirmando ainda não conhecerem as causas da colisão e que seria necessário esperar pelos resultados das investigações.

O ministro alemão dos Transportes, Alexander Dobrindt, afirmou que os trens deveriam estar em grande velocidade e aparentemente colidiram sem frear. A velocidade máxima permitida no local é de 100 quilômetros por hora.

O trecho da ferrovia em que o desastre ocorreu possui um sistema de frenagem automática para evitar acidentes, que, aparentemente, não funcionou. A Deutsche Bahn (DB), empresa que opera o serviço ferroviário na Alemanha, afirmou que o trecho passou por uma inspeção na semana passada e descartou problemas técnicos.

Além do sistema de segurança, as autoridades destacaram outro aspecto que pode ter contribuído para a tragédia. O secretário do Interior da Baviera, Joachim Herrmann, disse que houve uma discrepância no itinerário. Os dois trens deveriam ter se encontrado na localidade de Kolbermoor, perto de Bad Aibling, o que não aconteceu.

A colisão ocorreu por volta das 6h45 (horário local), numa curva, em trecho que passa no meio de uma floresta. Ambos os trens pertencem à empresa privada Meridian. O impacto foi tão forte que fez com que alguns vagões ficassem amontoados uns sobre os outros.

AS/LPF/dpa/afp

Leia mais