Inverno rigoroso compromete transportes na Europa | Notícias e análises internacionais mais importantes do dia | DW | 19.12.2010
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Inverno rigoroso compromete transportes na Europa

Meteorologistas não dão perspectivas de amenização da onda de neve e frio sobre a Europa. Milhares são forçados a acampar em aeroportos. Companhias aéreas aconselham a optar por trens, ferroviárias desencorajam viagens.

default

Espera prolongada em Heathrow, Londres

No último domingo antes do Natal (19/12), o inverno rigoroso continua retendo milhares de viajantes na Europa, com trens superlotados, centenas de voos cancelados e estradas escorregadias. Não há qualquer sinal de que a situação venha a melhorar em breve, pois a neve continua a cair forte.

Acampamentos nos saguões

No aeroporto internacional de Frankfurt, Alemanha, o caos é menos generalizado do que na véspera, quando quase a metade dos 1.300 voos programados teve que ser cancelada.

Frankfurt Flughafen Mitarbeiter sind als Engel verkleidet Dezember 2010

Fantasias de anjo têm suposto efeito tranquilizante sobre passageiros

Um incidente até forçou a polícia a intervir: passageiros recém-chegados tentaram fazer uma nova fila, ignorando aqueles que já esperavam há horas, os quais reagiram encolerizados. Reconhecendo a situação tensa, funcionários do aeroporto fantasiados de anjos procuram acalmar os passageiros impedidos de seguir viagem.

Também em Munique e Hamburgo numerosos voos tiveram que ser anulados. Na manhã de domingo, o aeroporto de Hannover ficou fechado durante uma hora para que a pista de aterrissagem fosse liberada da neve.

Enquanto incontáveis passageiros são forçados a acampar nos aeroportos, devido aos voos atrasados de várias horas, as companhias aéreas aconselham a optar pelo transporte ferroviário. .

Conselho inabitual

Na manhã de domingo, porém, numa medida inusitada, a Deutsche Bahn desaconselhou expressamente as viagens de trem à tarde, devido a "capacidades restritas". Segundo um porta-voz da companhia ferroviária alemã, a manhã e a noite seriam mais propícias para viagens. No entanto, os viajantes devem continuar contando com atrasos e cancelamentos, acrescentou.

Teme-se que as condições caóticas nas rodovias alemãs perdurem pela semana adentro. Políticos exigem o uso obrigatório de correntes nos pneus de veículos pesados, para evitar derrapagens no gelo. "Não é possível que caminhões abandonados engarrafem as estradas no inverno", criticou um especialista em transportes do Partido Social Democrata (SPD). O Partido Verde também insiste no uso de correntes.

O Serviço Meteorológico Alemão (DWD) oferece pouco consolo de melhoria, anunciando fortes precipitações de neve também para os próximos dias. Ventos mais amenos soprarão do sul. A frente relativamente quente deverá alcançar o norte do país na madrugada de quinta-feira, trazendo um novo perigo para os motoristas: caso a neve dê lugar à chuva, esta tenderá a congelar-se sobre as estradas, tornando-as escorregadias.

NO FLASH Winter Kälte Schnee Schneesturm Monika LKW

Caminhões são fator de alto risco nas estradas congeladas

Caos internacional

Na Inglaterra, o aeroporto de Heathrow, o maior da Europa, deverá permanecer praticamente fechado até a segunda-feira, em consequência da neve pesada. O fato afeta o tráfego aéreo em todo o mundo, já que a unidade londrina é um importante eixo aéreo internacional. Milhares de passageiros estão retidos, muitos dormem sobre o chão duro nas áreas de trânsito, debaixo de lonas de isolamento.

Em Bruxelas, cerca de 1.500 passageiros se preparam para passar uma segunda noite no terminal, devido ao cancelamento de seus voos. A neve também provocou o fechamento parcial dos aeroportos belgas de Liège e Charleroi.

Flash-Galerie Frankfurt Flughafen Schneechaos

Milhares se acotovelam no Terminal 1 de Frankfurt

O quadro de cancelamentos e atrasos numerosos, forçados pela neve e gelo, se repete no aeroporto Charles de Gaulle de Paris, onde um quarto dos voos teve que ser anulado. As autoridades francesas aconselharam as companhias a cortar 40% dos voos programados para o domingo. Na véspera, cerca de 5 mil passageiros foram transferidos de Londres para Paris, devido às intempéries. Centenas deles pernoitaram no próprio aeroporto.

AV/dpa/ap

Revisao: Soraia Vilela

Leia mais