1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Inundações deixam dezenas de mortos e milhares de desalojados na Ásia

Malásia, Sri Lanka e Tailândia são os países mais afetados pela chuva. Premiê malaio é criticado por opinião pública ao jogar golfe com Barack Obama, enquanto país sofre maior alagamento das últimas décadas.

default

Inundação próxima de Kota Bharu, na Malásia

Inundações e deslizamentos de terra causados por fortes chuvas mataram cerca de 40 pessoas na Ásia e levaram mais de um milhão a abandonarem suas casas. Na Malásia, uma das nações mais atingidas, o primeiro-ministro do país, Najib Razak, supervisionou neste sábado (27/12) os esforços das equipes de resgate.

Razak foi bastante criticado durante esta semana após a divulgação de uma fotografia em que ele jogava golfe no Havaí com o presidente do EUA, Barack Obama, enquanto a situação no país se agravava. Ele encurtou as férias e decidiu regressar na sexta-feira para visitar as zonas mais afetadas.

Na Malásia, ao menos cinco pessoas morreram e cerca de 160 mil estão desalojadas em uma das piores inundações já vistas no país. Os estados de Pahang, Kelantan e Terengganu são os mais prejudicados pelas fortes chuvas que afetam a Malásia há quase duas semanas.

Chuvas afetam também Sri Lanka e Tailândia

As regiões do nordeste da Malásia enfrentam nesta época do ano fortes inundações, por conta do período de monções, mas as chuvas já são classificadas por jornais locais como as piores das últimas décadas. Algumas vítimas das enchentes expressaram irritação com as autoridades, afirmando que elas têm sido lentas em prestar assistência.

"Eu estou zangada com ele [o governo]. Não nos importamos com sua política. Nós só queremos que o governo faça o que tem de fazer e nos ajude", afirmou Farhana Suhada, de 23 anos, que teve que abandonar sua casa e procurar abrigo num centro de assistência em Kota Bharu.

Somente no Sri Lanka, morreram até este sábado pelo menos 21 pessoas, de acordo com estatísticas oficiais, sendo que 12 ainda estão desaparecidas. Segundo o centro de gestão de catástrofes do país, mais de 800 mil estão desalojadas. O nível da água sobe em todo o norte e leste da ilha. Na província de Badulla, a 200 quilômetros da capital, Colombo, foram registrados vários deslizamentos de terra.

As fortes chuvas também afetam 1.415 vilas no sul da Tailândia, onde ao menos oito pessoas morreram e várias outras estão desaparecidas, de acordo com o centro para prevenção de catástrofes do país. O primeiro-ministro tailandês, Prayuth chan-ocha, declarou as regiões afetadas como zonas de catástrofe.

FC/afp/rtr/dpa/ap/lusa

Leia mais