1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Inundação ameaça tornar-se catástrofe ecológica

A maior enchente do século na Alemanha atinge também a Saxônia-Anhalt e pode provocar uma catástrofe ecológica no parque da indústria química de Bitterfeld. O governo aprovou um pacote de ajuda de 400 milhões de euros.

default

Tratores estão sendo usados para resgatar moradores, como em Grimma, perto de Leipzig

Em virtude das proporções gigantescas dos prejuízos causados pelas inundações no leste e sudeste da Alemanha, o chanceler federal Gerhard Schröder cogita renunciar ao Pacto de Solidariedade II, de 105 bilhões de euros, para socorrer as regiões afetadas.

Durante visita às regiões alagadas, nesta quarta-feira (14), o chefe de governo disse que os governadores têm de discutir sobre o uso dos recursos do pacto para reparar os danos da maior inundação que já viu em sua vida. O Pacto de Solidariedade II é destinado principalmente para a infra-estrutura dos estados situados na área da ex-Alemanha Oriental.

O gabinete de Schröder aprovou, nesta quarta-feira (14), um pacote de 12 pontos, envolvendo uma soma de quase 400 milhões de euros. Deste total, 100 milhões são de ajuda imediata para os mais prejudicados pelas inundações na Alemanha. Só os prejuízos na agricultura são estimados em bilhões de euros. Oito mortos e quatro desaparecidos é o número oficial de vítimas humanas da enchente na Alemanha.

Ameaça ecológica

Teme-se que piore a situação em Dresden. Mais de 200 soldados e 400 voluntários estão empilhando sacos de areia, febrilmente, para evitar um rompimento dos diques e um desastre ecológico no parque de indústria química de Bitterfeld, no leste alemão. Foi declarado estado de emergência na região. Sete mil pessoas foram evacuadas. Vários lugares estão sem água potável, energia, telefone e bonde.

Enquanto isso, as comunidades da região ao longo da margem do rio Elba também se preparavam na quarta-feira para escapar das inundações, mas a catástrofe temida não aconteceu. A altura da água, estava 6,6 metros acima do normal.

Na Baviera, as ruas, praças e porões às margens do Danúbio em Regensburg estão debaixo d'água. Os mais de 50 mil sacos de areia empilhados por 700 voluntários conseguiram deter o temido rompimento dos diques. A enchente do Danúbio seguiu para outras cidades como Regendorf e Straubing, onde já foi declarado estado de emergência.

Mobilização militar

Em visita a Passau, cidade bávara também atingida pelas inundações, o ministro da Defesa, Peter Struck, prometeu destacar 1600 soldados para ajudar na superação dos maiores danos na Baixa Baviera. Na quarta-feira, 650 soldados entraram em ação em Passau e outros 270 Regensburg.

Aviões Tornado da Força Aérea alemã também vão ajudar, com as suas câmaras especiais, no levantamento dos dados provocados pelas enchentes, a partir desta quinta-feira, nas cidades do leste mais atingidas, como Chemnitz, Leipzig e Dresden, onde choveu 36 horas ininterruptas no início da semana. O resultado da avaliação das imagens ajudará as autoridades a calcular os prejuízos mais rápido e tomar as medidas necessárias.

Leia mais