1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Futebol

Interpol emite alerta de busca para ex-dirigentes da Fifa

Jack Warner, ex-presidente da Concacaf, e Nicolás Leoz, que comandou a Conmebol por quase três décadas, estão entre procurados. Na mira estão também brasileiro José Margulies e outros três executivos ligados ao futebol.

A Interpol anunciou nesta quarta-feira (03/06) ter emitido um alerta internacional de busca para dois ex-dirigentes da Fifa e quatro empresários ligados ao futebol. A medida foi tomada a pedido dos investigadores americanos, que apuram um

esquema de corrupção

na entidade esportiva.

O alerta emitido foi o vermelho, que não é uma ordem de prisão internacional. Com ele, o papel da Interpol é auxiliar as forças policiais locais a encontrar e deter pessoas procuradas para extradição.

Os dois cartolas procurados são Jack Warner, ex-presidente da Confederação de Futebol das Américas do Norte, Central e Caribe (Concacaf), e Nicolás Leoz, ex-presidente da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol).

O argentino naturalizado brasileiro José Margulies, ex-chefe de duas companhias envolvidas na transmissão de partidas de futebol, também é procurado, assim como Alejandro Burzaco, Hugo Jinkis e Mariano Jinkis. Eles estão entre os executivos indiciados pelos EUA por envolvimento num esquema que teria movimentado mais de 150 milhões de dólares em propina.

Warner se apresentou voluntariamente perante as autoridades de Trinidad e Tobago, onde reside, mas ficou preso por 24 horas, sendo solto após pagar fiança de 400 mil dólares.

Já Leoz está em prisão domiciliar em seu país, o Paraguai. Mandatário da Conmebol por 27 anos, ele não foi preso em Zurique por ter recebido recomendação de não viajar para o congresso da Fifa devido problemas de saúde.

Leia mais