1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Internet para o amor

A internet atinge cada vez mais setores da vida privada. Depois dos pontos de encontro virtuais, surgiram agora os casamentos online. Resta saber quando é que será possível também o divórcio pela internet...

default

No ano passado, havia na Alemanha 14,5 milhões de domicílios de uma pessoa só. Um número que cresce continuamente: nos últimos três anos houve um aumento de 500 mil. Acredita-se que cerca de 7,5 milhões destas pessoas ainda estejam em busca do parceiro ideal.

Quando se digita os termos "busca de namorado" e "online" nas máquinas de busca em alemão, pode-se ter uma idéia da eficiência desta forma de procurar por um novo amor: o Google, por exemplo, oferece cerca de 1,5 milhão de resultados.

A nova moda de "bolsas virtuais de contato" e de "páginas de amizade" foi importada dos Estados Unidos. O sucesso na Alemanha é tão grande que a agência de pesquisas Innofact, de Düsseldorf, perguntou a 3500 pessoas se elas confiam neste tipo de forma de contato. Sessenta e seis por cento dos entrevistados acreditam que a internet possa ajudá-los a encontrar o parceiro ideal.

Relações sinceras e online

Bolsas de contatos, como a consagrada "friendscout24.de", não atraem apenas solteiros, diz Peter Holme, da Universidade de Estocolmo, que pesquisou durante 17 meses a procura por namoros na rede. O site sueco especializado no assunto é o pussokram (literalmente, beijar e abraçar), freqüentado por mais de 30 mil usuários registrados.

Em seu estudo, Holmes registrou diferenças entre as relações "virtuais" e as "reais". Nas chamadas relações normais, procura-se contato com pessoas com que nos identificamos socialmente. Holmes descobriu que os namorados virtuais são bem menos exigentes, o que se deve em grande parte à garantia de ficar anônimo.

O "sim" via internet

Conseqüência — não tão — lógica do namoro pela internet é o casamento online, oferecido na única URL alemã para este fim, OnlineHochzeit.de. Aqui podem unir-se pelo matrimônio não só pessoas, mas também animais ou bichos de pelúcia. Como o casal não está sujeito a nenhuma lei celestial ou terrestre, a página permite uniões ao gosto do usuário, basta ter acesso à internet.

Para a cerimônia virtual, basta escolher a liturgia católica ou protestante, pois o resto acontece no monitor e nas caixas de som do computador. Até o "sim" já está gravado, o que talvez quebre um pouco o encanto da cerimônia. Após as núpcias diante do computador, as bodas podem ser comunicadas a toda a comunidade virtual através de um anúncio de casamento. Desde dezembro de 2002, este tipo de serviço já foi usado por mais de 210 nubentes.

...e se não der certo?

Outra pesquisa de opinião da Innofact, que consultou cerca de mil usuários sobre suas relações amorosas, revelou que 12% conheceram seus parceiros via internet. E na eventualidade de a relação não dar certo, há ainda os "conselheiros sentimentais" virtuais para casais. Para completar, só falta ainda o serviço de divórcio pela internet.

Leia mais