1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Integrantes do Hisbolá morrem em ataque de Israel na Síria

Entre os mortos estão o comandante responsável pelas operações da organização na Síria e no Iraque e o filho de um dos líderes do movimento. Segundo fonte israelense, ação visava "elementos terroristas".

Um bombardeiro aéreo realizado por Israel neste domingo (18/01) na região síria das Colinas de Golã causou a morte de pelo menos cinco integrantes da organização xiita libanesa Hisbolá.

Entre os mortos estão Mohammed Issa, comandante responsável pelas operações da organização na Síria e no Iraque, e Jihad Mughniyeh, filho de Imad Mughniyeh, um dos líderes do movimento que foi assassinato em 2008.

O ataque ocorreu poucos dias após o líder do Hisbolá, Sayyed Hassan Nasrallah, afirmar que considerava os frequentes ataques israelenses na Síria a principal agressão, e que a Síria e seus aliados tinham o direito de responder.

O exército de Israel se recusou a comentar o ataque, mas uma fonte de segurança do país confirmou o bombardeio. Além disso, fontes israelenses também disseram que a ação visava "elementos terroristas" acusados de organizar atentados contra Israel.

A emissora de televisão do Hisbolá, al-Manar, afirmou que o ataque sugere que "o inimigo está ficando louco com a capacidade crescente" da organização. O bombardeiro ocorreu perto de Quneitra, próximo à linha divisória entre a parte síria das Colinas Golã e a região ocupada por Israel.

O Hisbolá tem lutado ao lado das forças de segurança do presidente Bashar al-Assad na guerra civil síria.

CN/rtr/dpa/lusa

Leia mais