Instituto de pesquisa alemão cria o Hotel do Futuro | Notícias sobre política, economia e sociedade da Alemanha | DW | 01.08.2009
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Instituto de pesquisa alemão cria o Hotel do Futuro

Check-in por celular, um robô que serve bebidas e uma cama que oscila para lá e para cá: o Instituto Fraunhofer já realizou tudo isso – inclusive paredes que podem mudar de cor.

default

Sede que abriga o hotel, em Duisburgo

O primeiro protótipo do chamado Hotel do Futuro já existe: ele se encontra no prédio de dois andares na filial do Instituto Fraunhofer, em Duisburgo.

"Bem-vindo ao Hotel do Futuro! Sou o computador do seu quarto e estou à sua disposição. Você está no lugar mais inovador do mundo: ele se chama Hotel do Futuro e o número do seu quarto é 2020", diz um autofalante cuja a posição é difícil de se identificar.

Future Hotel des Fraunhofersinstituts in Duisburg

Controle remoto até para o toalete

Novo e não muito incomum

Quem entra no hotel parece ser transportado exatamente para o ano de 2020 – não é o mesmo que estar em um hotel convencional. A iluminação indireta dá a sensação de que a pessoa está ao ar livre, e não há cantos onde se possa bater a cabeça. O ambiente arredondado transmite tranquilidade!", explica a diretora do projeto Vanessa Borkmann. "Essa é a maneira que os nossos ancestrais já usavam nas cavernas e que nós encontramos na natureza."

Mas Borkmann garante que isso não tem nada a ver com técnicas usadas na Idade da Pedra. As formas arredondadas e orgânicas oferecem uma oportunidade ideal para tecnologia moderna se integrar ao design.

Praia de palmeiras ao apertar de um botão

Praticamente tudo pode ser controlado por um computador interativo de qualquer lugar do quarto, inclusive do toalete. Basta fazer uma pergunta e o mordomo virtual dá todas as informações.

O programa obedece a qualquer comando, com uma voz ainda nitidamente eletrônica: "O café da manhã será servido das 6:30 às 10:30 em nosso restaurante no quinto andar."

A grande vidraça panorâmica também pode servir como janela, cortina ou monitor. Se o hóspede sentir saudade de casa, pode colocar no display uma foto da família – ou um campo florido, ou ainda um praia de palmeiras.

FutureHotel der Fraunhofer-Gesellschaft in Duisburg.

Quarto: ambiente para relaxar


Sono tranquilo

A cama é o ponto central do quarto do Hotel do Futuro, servindo não apenas para dormir. Um sistema que permite mover a cama como um pêndulo pode levar a um tipo de transe, diz Bormann. A cama foi pensada especialmente para pessoas que viajam a negócios, para aqueles que fazem uma viagem de longa distância e precisam de um descanso rápido. "E assim podem readquirir força total para a próxima reunião", assegurou Vanessa Borkmann.

Mas que tal um café para despertar? Não é um garçom que atende ao pedido, mas um minirobô com rodinhas – e, naturalmente, o pedido pode ser feito por meio do computador. Mas o hotel também emprega camareiras e garçons de verdade: "Nem todo o hóspede gostaria de ser servido por um robô."

Autor: Frank Gazon

Revisão: Simone Lopes


Leia mais