1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

Instalação é prelúdio para grande reforma na Neue Nationalgalerie de Berlim

Um dos maiores ícones da arquitetura contemporânea da capital alemã recebe a intervenção "Sticks and Stones", do inglês David Chipperfield. Arquiteto será responsável pela restauração do museu a partir de 2015.

Um espaço sem paredes, onde tudo pode ser visto de todos os lados. Assim é o salão principal da Neue Nationalgalerie de Berlim. Nos próximos três meses, o local abriga a instalação Sticks and Stones (Paus e Pedras), do arquiteto inglês David Chipperfield. A intervenção dialoga com o edifício do museu – ícone da arquitetura contemporânea da capital alemã, que passará por uma grande reforma a partir do ano que vem.

Usando 144 troncos de árvores, Chipperfield – que será responsável pelas obras no museu – transforma o aberto salão de vidro numa área densamente ocupada por colunas. O que de fora pode parecer uma reforma em andamento é, na verdade, uma intervenção artística.

"Chipperfield foi a escolha ideal para tratar a reforma com sensibilidade e respeito, porque ele entende o que esse prédio é e o que ele representa. Essa instalação é o prólogo da reforma que começa no ano que vem, uma renovação que irá preparar este espaço para as futuras gerações", diz Michael Eissenhauer, diretor geral dos Staatliche Museen zu Berlin (Museus Estatais de Berlim).

Sticks and Stones dirige a atenção do público para a espetacular estrutura arquitetônica do museu, projetado pelo alemão Mies van der Rohe (1886-1969). Não há colunas, e oito estreitos suportes de aço sustentam o monumental telhado, que parece pairar no ar.

Neue Nationalgalerie, Ansicht Potsdamer Straße, 1968

Neue Nationalgalerie, projetada por Mies van der Rohe, foi inaugurada em 1968

"Filha perdida da arquitetura moderna"

Para a instalação, Chipperfield optou por "usar o espaço não apenas como palco, mas também como protagonista". "Decidimos fazer um experimento, sem nunca esquecer as qualidades básicas da arquitetura", diz.

Segundo o arquiteto, Van der Rohe nunca esqueceu os elementos básicos da arquitetura em seu trabalho: materiais, espaço, luz e estrutura. O edifício da Neue Nationalgalerie é a prova viva, profunda e poderosa disso.

Para artistas de todo o mundo, o salão principal do museu é um sonho e, ao mesmo tempo, um grande desafio. Para um arquiteto, tudo parece ser ainda mais complexo. Depois de muita pesquisa e de testar diferentes possibilidades, Chipperfield e seu time tiveram a ideia de trabalhar com colunas.

"Há um paradoxo em encher de colunas um espaço onde não há colunas. Elas são as filhas perdidas da arquitetura moderna", diz Chipperfield. "Não precisamos mais muito delas, mas elas oferecem muito mais do que apenas suporte; carregam linguagem e criam espaço. Queríamos fazer um tributo às qualidades perdidas das colunas."

David Chipperfield Ausstellung Sticks and Stones Neue Nationalgalerie Berlin

David Chipperfield e Udo Kittelmann, diretor da Neue Nationalgalerie

Redefinindo o espaço

Com cerca de oito metros de comprimento, os 144 troncos de árvore sustentam o peso do telhado de aço simbolicamente, se encaixando perfeitamente nas proporções do edifício.

Assim, a instalação de Chipperfield permite uma nova experiência do espaço dentro do rigor modernista do projeto de Van der Rohe. Uma grande homenagem, que também serve como metáfora para a reforma planejada e marca o início de uma nova etapa para o ícone arquitetônico.

O nome da instalação veio de uma antiga canção infantil da língua inglesa. Para Chipperfield, paus e pedras também são referências a tradições da cultura arquitetônica. "Este prédio representa essas duas tradições", diz.

Ao mesmo tempo, o inglês queria fugir de qualquer relação com a natureza e as referências a uma floresta. "Estou propondo que o espectador se aproxime da arquitetura. Esta instalação não funcionaria em nenhum outro lugar", considera.

Segundo o arquiteto, a ideia era "criar uma experiência do espaço", e não há nada mais complexo e simples do que isso numa era em que experiência física perdeu valor.

Chipperfield é conhecido internacionalmente e tem escritórios em Londres, Berlim, Milão e Xangai. Na capital alemã, ele foi responsável pela reconstrução do destruído Neues Museum, aberto em 2009.

"Sticks and Stones" fica em cartaz na Neue Nationalgalerie d Berlim até 31 de dezembro de 2014

Leia mais