Inflação aumenta ligeiramente na União Européia | Notícias e análises sobre a economia brasileira e mundial | DW | 28.02.2002
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Inflação aumenta ligeiramente na União Européia

Os preços ao consumidor nos países que constituem a zona do euro tiveram, em janeiro último, um aumento de 2,7% em relação ao mesmo mês do ano anterior. Na União Européia, em seu todo, a taxa ficou em 2,5%.

default

Os produtos hortigranjeiros foram um dos fatores inflacionários

A inflação mensal de janeiro foi de 0,5% na zona do euro e de 0,3% nos quinze países da UE em conjunto, segundo os dados provisórios divulgados nesta quinta-feira (28) pelo Eurostat, o departamento de estatísticas da União Européia. Em Luxemburgo, Portugal e Áustria a taxa de inflação teve uma queda. Nos demais países da UE, aumentou ligeiramente. Somente os dados da Irlanda ainda não estão disponíveis.

Na Alemanha, a taxa anual da inflação era de 1,5% em dezembro, tendo aumentado para 2,3% em janeiro. A maior taxa inflacionária foi registrada na Holanda, com acúmulo de 4,9% nos últimos doze meses. A Grã-Bretanha foi a economia mais estável da UE, com 1,6% de inflação anual.

Euro não tem culpa

Segundo o Eurostat, a introdução do euro não pode ser considerada como a causa do ligeiro aumento na taxa inflacionária da União Européia. O órgão calculou que a adaptação inicial à nova moeda pode ter provocado, no máximo, um aumento de 0,16% na taxa da inflação. Os principais causadores dos aumentos de preços foram o mau tempo, que provocou a carestia dos produtos hortigranjeiros, assim como alguns aumentos de impostos, principalmente sobre tabaco e cigarros.