1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Infineon quebra vários recordes na produção de novos chips

A empresa alemã desenvolveu um novo material que proporciona economia de espaço, maior velocidade, maior estabilidade, menor consumo de energia e tudo isso por menos dinheiro.

default

Fábrica de microchips da Infineon em Singapura

Um grupo de pesquisadores bávaros da Infineon, uma subsidiária da multinacional Siemens, desenvolveu um novo chip de alta velocidade para a comunicação de dados. A apresentação do novo produto foi feita esta semana na Conferência de Semi-Condutores de São Francisco, nos Estados Unidos.

O resultado das pesquisas concluiu que num futuro próximo será possível uma internet mais rápida e mais barata. No mês passado, a Infineon já havia recebido o prêmio de Inovação Econômica da Alemanha pelo desenvolvimento dos novos semi-condutores.

Nas atuais redes de telecomunicação o fluxo de dados atinge vários gigabites (um bilhão de bits) por segundo em alguns nós. Atualmente, apenas materiais muito caros, como silício e gálio, eram capazes de transportar tamanho volume de informações.

Os principais objetivos dos pesquisadores eram aumentar a velocidade dos semi-condutores e trabalhar os metais complementares do óxido de silício para baratear os custos dos elementos usados na fabricação dos chips.

O novo chip desenvolvido pela Infineon é também mais resistente e consome menos energia elétrica, o que é muito importante para os computadores portáteis. O consumo de apenas um miliwatt (mW) é um décimo do convencional.

E os números não param por aí. O novo material pode transmitir 51 bilhões de oscilações por segundo. O tamanho do chip protótipo também foi um recorde. Suas dimensões são de apenas meio milímetro por 0,9 mm.

Os chips mais rápidos do mundo integrarão a próxima geração de redes de comunicação de dados.

Links externos